Escolha uma Página

O BARCELONA deu um show na vitória sobre o Real Madrid por 3 x 1, na noite deste domingo (15), diante de 50 mil torcedores no estádio Rei Fahd, em Riad, capital da Arábia Saudita, e ganhou pela 14ª vez a Supercopa da Espanha. O meia espanhol Gavi, de 18 anos, foi o craque do jogo, com o primeiro gol e duas belas assistências.

O BARCELONA soube se impor desde o início, e já saiu para o intervalo com 2 x 0, gols de Gavi, de canhota, aos 33, com assistência de Lewandowski, que marcou o 2º aos 45, com a retribuição de Gavi, que cruzou na pequena área. Foi o 84º clássico que o Barcelona venceu, ao conseguir a vantagem de um ou dois gols.

O BARCELONA manteve o domínio no 2º tempo, ampliou a vantagem com o meia espanhol Pedri, de 20 anos, que fez o 3º gol aos 19 minutos, e só não chegou à goleada porque o goleiro belga Courtois voltou a fazer grandes defesas. Benzema fez o gol do Real Madrid aos 48, depois de rebote do goleiro alemão Ter Stegen.

OS CAMPEÕES da Supercopa da Espanha 2022-2023: Ter Stegen, Ronald Araújo (Eric Garcia), Koundé, Christensen e Balde; Busquets, Frenkie De Jong (Kessié), Gavi e Pedri (Ansu Fati); Dembélé (Raphinha) e Lewandowski. 98ª vitória do Barcelona em 251 jogos oficiais, com 101 vitórias do Real Madrid e 53 empates.

10 DIAS ANTES de completar 43 anos, o ex-meia Xavi Hernandez ganhou o 1º título como técnico do Barcelona, após 20 vitórias em 37 jogos na temporada 2020-21. Xavi fez 769 jogos e 86 gols, entre 98 e 2015, e ganhou seis Supercopas da Espanha, quatro Ligas dos Campeões, dois Mundiais de clubes e oito campeonatos espanhóis.

XAVI HERNANDEZ chamou Carlo Ancelotti, técnico italiano do Real Madrid, que o abraçou e o cumprimentou pelo título, de “Cavalheiro do Futebol”, por ser educado e de fino trato. Xavi recordou que na época de José Mourinho e Josep Guardiola, “o clássico era sempre disputado em clima tenso e hostil provocado por ambos”. 

FOI TAMBÉM O 1º TÍTULO do polonês Robert Lewandowski, no Barcelona desde julho de 2022, comprado do Bayern Munique por 45 milhões de euros (R$245 milhões). Ele marcou 344 gols em 375 jogos no Bayern e foi campeão alemão oito vezes consecutivas e sete vezes artilheiro, com o recorde de 41 gols em 2020-2021.

OUTRO NOME na história de 123 anos do Barcelona é o do capitão Sergio Busquets, volante de 34 anos, que completou 701 jogos e chegou ao 31º título, só menos um que Andrés Iniesta e quatro que Messi. Ele ganhou a sexta Supercopa da Espanha, só menos duas que os recordistas Messi e Iniesta.  

BARCELONA 3 x 1 REAL MADRID foi exibido, pela primeira vez, nos Estados Unidos, assistido por 125 milhões, segundo informou a Rede ABC de TV, que comprou os direitos e já renovou o contrato para a final de 2023-24. Outros 150 países, inclusive o Brasil pelos canais ESPN, assistiram. 200 jornalistas fizeram a cobertura mundial.

O BARCELONA FOI PRECISO em 93% dos 567 passes e só cometeu 8 das 25 faltas. O árbitro espanhol Ricardo De Burgos Bengoetxea, de 36 anos, dentista na cidade de Bilbao, onde nasceu, é da Fifa desde 2018, desde já cotado para a Copa de 2026. Ele advertiu com cartão amarelo, Mendy e Valverde, do Real Madrid, e Ronald Araújo e Christensen.

O BARCELONA ganhou a 14ª Supercopa da Espanha e foi vice-campeão 11 vezes. O Real Madrid, que havia ganhado seis das últimas sete decisões, tem 12 títulos e foi cinco vezes vice-campeão. Lionel Messi já não é mais do Barcelona, mas ainda continua como maior artilheiro da Supercopa com 14 gols em 20 jogos.

Fotos: Eurosport, REUTERS/Ahmed Yosri, TRivela, R7 e Divulgação