Os observadores atentos à reta final da Champions League acreditam que Barcelona ou Bayern será o mais cotado a chegar à decisão do dia 23, no estádio da Luz, em Lisboa, onde se enfrentarão na próxima sexta (14) pela vaga nas quartas de final. O vice-campeão espanhol e o octacampeão alemão ganharam com facilidade o jogo de volta, ontem (8), como mandantes.

GOLEADA – Na Arena Munique, o Bayern goleou (4 x 1) o Chelsea, a quem já havia vencido por três gols, como visitante, em Londres (3 x 0). Lewandowski, artilheiro da Champions com 13 gols em 7 jogos, foi o destaque, abrindo e fechando a goleada, além de ter dado assistência para os gols do atacante croata Ivan Perisic e do meia francês Corentin Tolisso. O Bayern já saiu para o intervalo com 2 x 1 e no segundo tempo poderia ter feito até mais de dois gols, tão acentuado o domínio.

LEWANDOWSKI, o melhor dos 4 x 1, converteu o pênalti que sofreu do goleiro argentino Caballero, de 38 anos, 1,86m, logo aos 10 minutos, em cobrança forte e colocada no canto esquerdo, e aos 24 deu assistência para Ivan Perisic marcar o segundo golUma falha do goleiro Manuel Neuer permitiu que o Chelsea diminuísse aos 44, com o gol do atacante inglês Tammy Abraham, de 22 anos. O Bayern segue com 100% de aproveitamento: 8 jogos, 8 vitórias.

NA VOLTA DO INTERVALO, o Bayern continuou com o controle e fez 3 x 1 aos 31, com a bola cruzada por Lewandowski, da linha de fundo, Tolisso aproveitou. Aos 39, em avanço do lateral espanhol Alvaro Odriozola, o cruzamento preciso foi concluído de cabeça por Lewandowski. O Bayern chegou aos 31 gols – ataque mais positivo da Champions – e Lewandowski, artilheiro do torneio, tem 13 gols em 7 jogos. O técnico Frank Lampard terá trabalho para melhorar o Chelsea na temporada 2020-21 que começa em setembro.

BAYERN 4 x 1 CHELSEA registrou 14 faltas – 6 do Chelsea – e o árbitro romero Ovidiu Hategan, de 40 anos, só advertiu com cartão amarelo o goleiro Caballero, pelo pênalti, e o lateral brasileiro Emerson, por um carrinho no apoiador alemão Goretzka. O Bayern trocou 566 passes e o Chelsea, 307.

BARCELONA DEFINIU COM FACILIDADE

No Camp Nou, o Barcelona levou um susto logo no primeiro minuto, com o chute do belga Dries Mertens, que acertou o travessão, mas definiu o jogo ainda no primeiro tempo, com 3 x 1 no Napoli. Após escanteio do meia Ivan Rakitic, o zagueiro francês Lenglet fez 1 x 0 aos 11 minutos. Mesmo caído, Messi marcou o segundo aos 24, depois de passar por três marcadores, e deixou que o uruguaio Suarez batesse o pênalti, que sofreu do zagueiro Koulibaly, aos 46 para fazer o terceiro.

ANTES DA SAÍDA para o intervalo, Ivan Rakitic fez pênalti em Mertens e o italiano Lorenzo Insigne marcou o gol do Napoli, aos 50 minutos, sem tempo para nova saída. O segundo tempo continuou sob o domínio do Barcelona, embora o Napoli tenha tido um gol do polonês Milik, aos 35, que estava impedido ao cabecear o cruzamento do lateral português Mario Rui. O Barcelona chega às quartas de final pela décima terceira vez.

BARCELONA 3 x 1 NAPOLI, no Camp Nou, teve boa atuação do árbitro Cuneyt Çakir, turco de 43 anos, corretor de seguros em Istambul. Ele só fez duas advertências com cartão amarelo, no segundo tempo: ao meia Zielinski, por falta dura em Messi, aos 15, e a Luis Suarez, que demorou para sair de campo, ao ser substituído por Firpo, aos 45 minutos. Das 25 faltas, 15 foram cometidas pelo Napoli.

MATA-MATA começa quarta (12). O Atalanta, com o melhor ataque do Campeonato Italiano, tenta avançar pela primeira vez, o mesmo acontecendo com o PSG, ataque mais positivo do Campeonato Francês, com Neymar liderando o time. Quinta (13), o alemão Leipzig terá confronto complicado com o Atlético de Madrid, dirigido pelo argentino Diego Simeone. Sexta (14), o jogo de tirar o fôlego: Barcelona x Bayern. Sábado (15), a última vaga ficará com Manchester City, que eliminou o Real Madrid, ou com o Lyon, que eliminou a Juventus, recordista de títulos italianos.

Fotos: REUTERS/Michael Dalder e Goal.com