O Real Madrid perdeu a chance de se isolar na liderança ao ficar no 0 x 0 com o Betis, décimo quarto com 13 pontos, na noite deste primeiro sábado (2) de novembro, pouco depois de o Barcelona perder (3 x 1, de virada) em Valencia para o Levante. Barcelona e Real Madrid têm 22 pontos, mas o Barcelona lidera com uma vitória a mais (7 a 6).

EM SETE MINUTOS – Em sua terceira derrota em seis jogos como visitante, o Barcelona levou a virada do Levante em sete minutos, com os gols dos espanhóis José Campaña aos 16 e Borja Mayoral aos 19, e do volante sérvio Nemanja Radoja, aos 23. O Barcelona jogou todo de amarelo, com faixa diagonal em azul e vermelho na camisa.

500 DE CANHOTA – O Barcelona saiu para o intervalo em vantagem, com o gol de Messi, convertendo pênalti sofrido pelo lateral português Semedo. Dos 667 gols da carreira, foi o gol 500 de pé esquerdo (o bom) e Messi aproveitou o pênalti de número 85 em 110 cobranças. O atacante uruguaio Luis Suarez saiu contundido aos 38 do primeiro tempo.

REAL MADRID 0 x 0 BÉTIS – No estádio Santiago Bernabeu, no 0 x 0 com o Betis, o Real Madrid teve três brasileiros em campo e dois não saíram da reserva, o zagueiro Eder Militão e o lateral Marcelo. O único a atuar até o fim foi o apoiador Casemiro, advertido com cartão amarelo por mais uma falta dura, como tem feito nos jogos da seleção.

VINÍCIUS DECEPCIONA – Vinícius Júnior só entrou aos 21 do segundo tempo, substituindo Rodrygo, ex-Santos. Os dois não tiveram boa atuação, mas a de Vinícius Júnior foi mais decepcionante, pelas duas chances muito claras de gol que perdeu, frente a frente com o goleiro espanhol Joel Robles, de 29 anos, 1,95m. Não à toa, Vinícius tem sido reserva.

PERDEU PÊNALTI – Outro brasileiro que não esteve bem foi o atacante sergipano Diego Costa, que teve gol anulado por impedimento e levou cartão amarelo ao reclamar, e nos minutos finais não aproveitou a chance de um pênalti para dar a vitória ao Atlético de Madrid sobre o Sevilha, no estádio Ramon Sanchez Pizjuan. O goleiro checo Tomas Vaclik, de 30 anos, 1,88m, saltou e defendeu bem a cobrança.

RENAN LODI, ex-Athletico Paranaense, também recebeu cartão amarelo pela falta que Franco Vazquez bateu com perfeição para marcar o gol do Sevilha, aos 28 do primeiro tempo. O Atlético só empatou com o gol de cabeça de Alvaro Morata, aos 15 do segundo tempo. O time do técnico argentino Diego Simeone é terceiro com 21 pontos.

Foto: Forbes