Foto: Site Oficial do Barcelona

Líder de La Liga, como o Campeonato Espanhol é tratado, o Barcelona vai entrar em campo domingo (16), no estádio Cidade de Valencia para o jogo com o Levante, sexto colocado, já sabendo dos resultados de seus perseguidores imediatos. O vice-líder, o terceiro e o quarto jogam neste sábado (15): o Sevilha, vice-lider, em casa, com o Girona, nono colocado. O Atlético de Madrid, terceiro, será visitante no jogo com o Valladolid, e o Real Madrid, quarto, recebe o Rayo Vallecano, penúltimo.

TRÊS PONTOS – O objetivo do Sevilha, vice-lider com 28 pontos – 8 vitórias, 4 empates, 3 derrotas, 27 gols marcados e 16 sofridos – é o de pelo menos manter a diferença de três pontos do líder Barcelona (31). O time é dirigido pelo espanhol Pablo Machin, 43 anos, ex-zagueiro, e o único brasileiro do elenco é o lateral Arana, ex-Corinthians. O Girona, nono com 21 pontos – 5 vitórias, 6 empates, 4 derrotas, sem saldo de gols (17 a 17) – é treinado pelo espanhol Eusébio Sacristán, 54 anos, ex-volante, e o único brasileiro do elenco é o meio-campo Douglas, ex-VascoO Girona foi comprado pelo Manchester City, atual campeão inglês.

SEM BRASILEIRO – O Real Valladolid, recém comprado pelo Ronaldo Fenômeno, é décimo segundo colocado com 20 pontos – 5 vitórias, 5 empates, 5 derrotas, 13 gols pró e 15 contra, recebe o Atlético de Madrid, terceiro com 28 pontos – 7 vitórias, 7 empates, 1 derrota, 21 gols marcados e 10 sofridos -, no estádio José Zorrilla, com os 26 mil lugares ocupados. O time é dirigido pelo espanhol Sergio Gonzalez, 42 anos, e não tem jogador brasileiro no elenco.

FILIPE LUIS – O lateral-esquerdo catarinense de 33 anos, sempre convocado para a seleção, é o único brasileiro atuando no Atlético de Madrid, de vez que o atacante sergipano Diego Costa se recupera de cirurgia e só volta em 2019. O time dirigido pelo argentino Diego Simeone sabe das dificuldades do jogo fora de casa. O Atlético tem a mesma pontuação (28) do vice-lider Sevilha, que é vice-lider por ter mais uma vitória (8 a 7).

RECUPERAÇÃO – É o que tenta o Real Madrid, após perder (3 x 0) em casa para o CSKA, na Liga dos Campeões. O time do técnico argentino Santiago Solari é quarto com 26 pontos – 8 vitórias, 2 empates, 5 derrotas, 23 gols marcados e 19 sofridos -, mas tem favoritismo acentuado ao receber no estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, o Rayo Vallecano, penúltimo com 10 pontos, e que só ganhou 2 jogos, perdendo 9, além do saldo negativo de 15 gols (15 a 30). Sem nenhum brasileiro no elenco, o Rayo Vallecano, de Vallecas, subúrbio de Madrid, é dirigido pelo espanhol Michel Gonzalez, 55 anos, ex-meia.

PROIBIÇÃO DO LÍDER – O hábito de dormir tarde, por gostar de ver filmes na televisão, tem causado problema ao jovem atacante francês campeão do mundo Ousmane Dembélé, 21 anos, desde que chegou ao Barcelona em 2017, comprado por 145 milhões de euros, do Borussia Dortmund, que defendeu em 2016, com 10 gols em 50 jogos. Por isso, o clube determinou que não durma com o celular desligado, a fim de poder ser acordado para os treinos realizados pela manhã…


Foto: Dembélé / Josep Lago / AFP

DEMBÉLÉ passou a cumprir a ordem e deixou de se atrasar para os treinos. O Barcelona defende a liderança domingo (16), no estádio Cidade de Valencia, em jogo com o Levante, sexto colocado com 22 pontos – 6 vitórias, 4 empates, 5 derrotas, 27 gols pró, 25 contra -, sem nenhum brasileiro no elenco. O Barcelona – 31 pontos, 9 vitórias, 4 empates, 2 derrotas, 41 gols marcados e 13 sofridos – terá Arthur e Philippe Coutinho, mas o técnico Ernesto Valverde deixará Malcom, de novo, na reserva.