Escolha uma Página

A derrota para o Atlético de Madrid, que tirou o Barcelona da final da Supercopa da Espanha, amanhã (12), na Arábia Saudita, com o Real Madrid, mexeu muito com o clube, que depois de dezessete anos vai trocar de técnico no meio da temporada. A última vez que isso aconteceu foi em 26/1/2003, com a demissão do holandês Louis van Gaal, após a derrota (2 x 0), em Vigo, para o Celta, que deixou o time em décimo segundo lugar.

XAVI HERNANDEZ – O ex-lateral Eric Abidal, 40 anos, hoje diretor-executivo do Barcelona, está em Doha, onde o ex-meia Xavi Hernandez é técnico do Al-Sadd, campeão da Supercopa do Catar, e joga neste sábado (11) com o Al-Rayyan pelo campeonato. Xavi, 40 anos, é o recordista de jogos(767) do Barcelona, de 98 a 2015, oito vezes campeão espanhol, quatro vezes campeão da Liga dos Campeões e dois Mundiais de clubes.

NA SELEÇÃO DA ESPANHA, Xavi disputou 133 jogos, de 2000 a 2014, e foi um dos destaques da campanha da única Copa do Mundo ganha em 2010 na África do Sul. Também na seleção, Xavi brilhou nas duas conquistas consecutivas da Eurocopa, em 2008 e 2012, títulos que a Espanha não conseguia há 44 anos. 

SINAL VERDE – Os dirigentes do Al-Sadd, que Xavi defendeu em 115 jogos, de 2015 a 2019, ao encerrar a carreira, já disseram que não criarão problema. Ele dirige o time desde 28 de maio e tem contrato até 2022. Ernesto Valverde ainda não foi comunicado da demissão. Valverde foi atacante do Barcelona e é o atual técnico bicampeão espanhol.

A DERROTA (3 x 2) de anteontem (9) para o Atlético de Madrid, que tirou o Barcelona da final da Supercopa da Espanha com o Real Madrid, foi seu jogo de número 145, desde maio de 2017Líder do atual campeonato, o Barcelona só volta a jogar dia 19, pela vigésima rodada, no Camp Nou, com o Granada, décimo. Pode ser o último jogo do técnico Valverde, espanhol de 55 anos.

Foto: Yahoo! Sports