Escolha uma Página

EM JOGO EMOCIONANTE, COM DUAS VIRADAS, o Barcelona venceu o PSG por 3 x 2, na noite de 11 graus da primavera de Paris, nesta 4ª feira (10), no belo Parque dos Príncipes. O gaúcho Raphinha foi o melhor em campo, com atuação de gala e com dois gols, o primeiro aos 37 minutos, em sua terceira finalização.

NA VOLTA DO INTERVALO, a virada do PSG, em dois minutos, com o francês Dembélé, aos 3, e o português Vitinha, aos 5. Raphinha empatou aos 17, e o gol da virada final do Barcelona foi do zagueiro dinamarquês Andreas Christensen, de cabeça, após escanteio do turco-alemão Gundogan, aos 32 minutos.

O JOGO MARCOU O REENCONTRO dos ex-meias Luis Enrique, de 53 anos, e Xavi Hernandez, de 44, campeões no Barcelona e companheiros na seleção da Espanha. Luis Enrique é técnico do PSG, e Xavi deixará de ser técnico do Barcelona em junho, quando termina a temporada de 2023-2024.

O JOGO TAMBÉM MARCOU as atuações notáveis dos goleiros. O italiano Gianluigi Donnarumma, de 25 anos, do PSG, revelado no Milan, que defendeu em 251 jogos, entre 2015 e 2021, e o alemão Ter Stegen, de 31 anos, cinco vezes campeão espanhol, que completou 402 jogos pelo Barcelona, desde 2014. Excelentes!

RONALDINHO GAÚCHO foi muito aplaudido ao chegar ao Parque dos Príncipes. Ele jogou de 2001 a 2003 no PSG (77 jogos, 25 gols, campeão da Taça Intertoto), de onde saiu para o Barcelona (210 jogos, 108 gols, de 2003 a 2008, e oito títulos). Campeão do mundo em 2002, é embaixador do Barcelona desde 2017.

FOI NO PARQUE DOS PRÍNCIPES, que o camaronês Samuel Eto’o; o paulista Deco e Ronaldinho Gaúcho, que por coincidência encerraram a carreira no Fluminense, ganharam a segunda Champions do Barcelona, em 2005-2006, com 1 x 0 no Arsenal de Londres, gol do lateral Belletti, também campeão do mundo em 2002.

PSG 2 x 3 BARCELONA registrou 47.470 torcedores no Parque dos Príncipes, em jogo bem apitado pelo inglês Anthony Taylor, de 45 anos, na Fifa desde 2013, que marcou 22 faltas (14 do PSG) e advertiu seis com cartão amarelo, quatro do Barcelona, o último, Sergi Roberto, meia de 32 anos, fora do jogo de volta.

Foto: CNN Brasil e ivulgação UEFA