Mesmo mantendo a liderança invicta na fase de grupos da Liga dos Campeões, com 3 vitórias em 3 jogos, o Barcelona foi muito  criticado pela má atuação nos 2 x 1 da noite desta quarta (4), em seu Camp Nou, sobre o Dynamo de Kiev. O quarto colocado do campeonato russo não contou com nove titulares, infectados pela Covid-19, e teve que promover a estreia de Nescheret, de 18 anos, terceiro goleiro, mas foi o alemão Ter Stegen, goleiro do Barcelona, que se sobressaiu com defesas notáveis.

EM SUA EDIÇÃO on-line, o jornal Mundo Deportivo ressaltou: “O Barcelona ganhou, mas deixou bem claras suas carências. A bela imagem dos 2 x 0 na Juventus, em Turim, foi apagada esta noite por uma atuação apática contra o fraquíssimo Dynamo”. Com o gol de Messi, convertendo pênalti que sofreu logo aos 5 minutos, o Barcelona deu a impressão de que poderia golear, mas não criou mais nada até o final do primeiro tempo, em que os russos reagiram e tornaram o jogo muito equilibrado.

O GOL DO ALÍVIO do Barcelona foi do zagueiro Piqué, de 33 anos, 1,94m, subindo bem entre os zagueiros russos, aos 20 do segundo tempo, para marcar seu gol 48 em 552 jogos, após cruzamento do jovem atacante Fati, que fez 18 anos sábado (31). O gol do Dynamo, marcado aos 30 minutos pelo meia Viktor Tsygankov, de 22 anos, ligou o sinal de alerta do Barcelona, e o técnico holandês Ronald Koeman reconheceu após o jogo que “a equipe se mostrou intranquila em vários momentos”.

SEM GOL DO ARTILHEIRO –No outro jogo do Grupo G, o que mais chamou atenção na goleada (4 x 1) da Juventus sobre o Ferencvaros, líder do Campeonato Húngaro, foi que Cristiano Ronaldo não tenha feito sequer um gol na Arena Puskas, em Budapeste. O espanhol Alvaro Morata, de 28 anos, emprestado pelo Atlético de Madrid, que marcou os dois primeiros gols, dividiu a artilharia com o meia argentino Paulo Dybala, que fez os outros doisO marfinense Franck Boli fez o gol dos húngaros.

O BARCELONA, líder do Grupo G – 3 vitórias em 3 jogos – tem saldo de sete gols (9 a 2) e deverá se classificar com duas rodadas de antecedência, ao vencer o Dynamo de Kiev no próximo jogo em Barcelona. A Juventus, que perdeu (2 x 0) em Turim para o Barcelona, vai se classificar em segundo, posição em que está, com 6 pontos, após duas vitórias, e saldo de três gols (6 a 3). O diário esportivo MARCA, que sempre valoriza os jogadores espanhóis, salientou: “Morata eclipsa Cristiano Ronaldo”.

ZEBRA NA TURQUIA – O lanterna Istambul Basaksehir, depois de duas derrotas, conseguiu ganhar (2 x 1) do Manchester United, líder do Grupo H, na noite desta quarta (4), no estádio Fatih Terim, de Istambul, maior cidade da Turquia. O destaque da surpreendente vitória foi o veterano atacante senegalês Demba Ba, de 35 anos, que marcou o primeiro gol e deu o passe para o meia bósnio Edin Visca, de 30 anos, fazer o segundo. O francês Anthony Martial, de 24 anos, fez o gol do time inglês.

PSG LEVA VIRADA – Sem Neymar e Mbappé, em recuperação de problema muscular, o PSG levou a virada (2 x 1) na Arena Leipzig, na Alemanha. O time francês fez 1 x 0 logo aos 6 minutos, com o gol do argentino Di Maria, que aos 15 bateu mal um pênalti e o goleiro Peter Gulacsi, húngaro de 30 anos, 1,90m, defendeu. O Leipzig empatou aos 41, com o gol de Nkunku, meia francês de 22 anos, e na volta do intervalo, Emil Forsberger, meia sueco de 29 anos, fez o gol da virada, de pênalti, aos 13 minutos.

VICE-CAMPEÃO da Liga dos Campeões 2019-2020, ao perder a final para o Bayern Munique, o PSG caiu para o terceiro lugar, com 3 pontos, e o Leipzig empatou em pontos (6) com o Manchester United, que mantém a liderança do Grupo H pelo saldo de gols. Ingleses e alemães estão iguais também em vitórias (2) e empate (1), mas o Manchester United fez 8 gols e sofreu 3, e o Leipzig marcou 4 e sofreu 6. A fase de grupos, com os três jogos finais para cada time, terá sequência dia 24.

RONALDO FENÔMENO – O atacante norueguês Erling Haaland, de 20 anos, 1,94m, igualou nesta quarta (4) a marca de Ronaldo Fenômeno, de 14 gols nos 11 primeiros jogos da Liga dos Campeões. Haaland havia feito seis gols pelo austríaco Salzburg e agora chegou aos 8 gols pelo Borussia Dortmund, enquanto Ronaldo Fenômeno marcou 13 gols pelo Real Madrid e 1 gol pela Inter de Milão. Os gols de Brugge 0 x 3 Borussia Dortmund, nesta quarta (4), na Bélgica, foram marcados no primeiro tempo.

BOM LEMBRAR – Antes da marca de 14 gols nos 11 primeiros jogos de Ronaldo Fenômeno e Erling Haaland, três dividiam o recorde de 12 gols nos 10 primeiros jogos na Liga dos Campeões: o senegalês SadioMané, do Liverpool, o inglês Harry Kane, do Tottenham de Londres, e o italiano Simone Inzaghi, hoje, aos 44 anos, técnico da Lazio de Roma, onde foi um dos grandes artilheiros com 55 gols em 194 jogos, entre 1999 e 2010.

1 x 1 NA RÚSSIA -A Lazio de Roma é o único time invicto no Grupo E – uma vitória, dois empates – e só a um ponto do líder Borussia Dortmund (6 a 5), depois do 1 x 1 desta quarta (4) com o Zenith, na cidade portuária de São Petersburgo, segunda maior cidade e centro cultural da Rússia, a 705 km da capital Moscou. O meio-campo Erokhin fez o gol do Zenith, e no segundo tempo, o atacante equatoriano Felipe Caicedo empatou, ao completar 173 jogos e 36 gols, desde agosto de 2017 na Lazio.

VIRADA DO SEVILHA – No estádio Ramon Sanchez Pizjuan, no belo Sul da Espanha, o Sevilha ganhou de virada (3 x 2) do FC Krasnodar, da Rússia, que fez 2 x 0 em quatro minutos, com os gols do zagueiro Magomed Suleymanov, de 20 anos, aos 17, e do atacante sueco Marcus Berg, de 34 anos, aos 21, de pênalti. O meia crota Ivan Rakitic, de volta ao Sevilha, após seis anos no Barcelona, fez o primeiro gol do Sevilha aos 42, e na volta do intervalo, a virada com os gols do marroquino Youssef En-Nesyri, na Espanha desde 2015, aos 24 e aos 37 minutos. O meia espanhol Jesus Navas foi expulso nos acréscimos, aos 50 minutos.

O CHELSEA de Londres não teve dificuldade para fazer 3 x 0 no francês Rennes, em jogo que dominou amplamente em seu estádio Stamford Bridge. Os dois primeiros gols foram de pênalti do alemão Timo Werner, comprado no início da atual temporada 2020-21, e no segundo tempo, o atacante inglês Tammy Abraham, de 23 anos, fez o terceiro gol do time treinado pelo ex-meia Frank Lampard, maior ídolo e artilheiro do Chelsea, com 211 gols em 648 jogos, entre 2001 e 2014.

SEVILHA E CHELSEA estão invictos, com 7 pontos – 2 vitórias, 1 empate -, e o Chelsea, único dos 32 times dos oito grupos que ainda não sofreu gol, lidera pelo saldo dos sete gols que marcou. O saldo do Sevilha é de dois gols, com quatro marcados e dois sofridos. O técnico do Sevilha é o espanhol Julen Lopetegui, ex-goleiro de 54 anos, que jogou no Real Madrid e no Barcelona.

Foto: BBC