Em um dos jogos mais emocionantes dos últimos dez anos do futebol português, o Benfica tirou a invencibilidade do Sporting, ao vencer o campeão por 4 x 3, na penúltima rodada da Primeira Liga 2020-2021, neste sábado (15), no estádio da Luz, em Lisboa, depois de abrir vantagem de 4 x 1 no início do segundo tempo. Na disputa pessoal, o suíço Haris Seferovic e o português Pedro Gonçalves marcaram dois gols, estão com 20 e decidirão na última rodada quem será o artilheiro do campeonato.

BRASILEIROS – Um dia depois de serem convocados para a seleção brasileira que disputará os jogos de junho das eliminatórias para a Copa do Mundo, Everton Cebolinha e Lucas Veríssimo, convocado pela primeira vez, brilharam. Everton, ex-Grêmio, com o passe de calcanhar, para o meia Pizzi marcar o gol mais bonito do jogo, aos 29, quando já estava 1 x 0, gol de Seferovic aos 12, e Lucas Veríssimo, ex-Santos, de cabeça, em bela impulsão, fazer 3 x 0 aos 37 minutos.

EMPOLGANTE – O Sporting diminuiu aos 46 minutos, com o primeiro gol de Pedro Gonçalves, mas na volta do intervalo, logo aos 4 minutos, o Benfica ampliou para 4 x 1, com o segundo gol de Seferovic. O maior clássico de Lisboa só não terminou em goleada porque o Sporting teve capacidade de reação, com o gol de Nuno Santos aos 17, e o segundo de Pedro Gonçalves, de pênalti, aos 32. O goleiro mineiro Helton Leite evitou que o campeão chegasse ao empate, com duas boas defesas.

10 CARTÕES – Benfica 4 x 3 Sporting teve boa atuação do árbitro Tiago Martins, de 40 anos, da Associação de Futebol de Lisboa, que marcou 39 faltas (19 do Sporting) e fez 10 advertências com cartão amarelo (6 do Benfica). Cada time teve 5 escanteios e houve também empate de 78% na precisão dos 423 passes do Benfica e dos 360 do Sporting, que deu só menos um chute em gol (12 a 11). Benfica e Porto continuam como únicos campeões invictos do futebol português.

PORTO 3 x 0 – Faltando só a última rodada, quarta (19), o FC Porto confirmou a segunda vaga direta na fase de grupos da Liga dos Campeões 2022, ao vencer (3 x 0) o Rio Ave, no estádio dos Arcos, em Vila do Conde, com os três gols no segundo tempo, marcados em apenas 13 minutos pelo atacante espanhol Toni Martinez, pelo ala colombiano Luis Diaz e pelo meia português Sergio Oliveira. O Porto tem 77 pontos e o Benfica, com 73, disputará a repescagem da Champions pelo segundo ano seguido.

PROTESTO – Torcedores do Benfica voltaram a se concentrar em frente ao estádio da Luz e a protestar contra o presidente Luis Filipe Vieira, de 71 anos, um dia após a audiência na Comissão de Inquérito Parlamentar em que voltou a ser acusado de várias irregularidades em transações do Novo Banco. Os torcedores levaram faixa com os dizeres: “Guarda de Honra ao Vieira? Só se for na Carregueira”.  Carregueira é um presídio de segurança máxima do concelho da Chamusca, 170 km a Noroeste de Lisboa.

LEWANDOWSKI IGUALA – Robert Lewandowski marcou um dos gols do empate (2 x 2) do Bayern, já campeão pela nona vez consecutiva, neste sábado (15), com o Freiburg, no estádio Schwarzwald, igualando-se a Gerd Muller, artilheiro do campeonato de 71-72, com 40 gols. Ao comemorar, o atacante levantou a camisa para mostrar a que usava por baixo, com a foto de Muller e os dizeres: “4Ever Gerd” (Para Sempre Gerd, em inglês). No jogo final, com o Augsburg, em Munique, no próximo sábado (22), Lewandowski deve bater o recorde de 49 anos.

PRIMEIRA VEZ – Com o golaço do meia belga Youri Tielemans, de 24 anos, de fora da área, no ângulo direito, aos 18 do segundo tempo, o Leicester City venceu (1 x 0) o Chelsea e ganhou pela primeira vez a Copa da Inglaterra, dirigido pelo técnico norte-irlandês Brendan Rodgers, de 48 anos, há dois anos no clube. A final foi no estádio de Wembley, nos arredores de Londres, com 21 mil torcedores, seguindo o plano de retorno gradativo do público, com a pandemia sob controle no Reino Unido.

CRISTIANO RONALDO – O artilheiro saiu cabisbaixo ao ser substituído pelo espanhol Alvaro Morata, emprestado pelo Atlético de Madrid, na metade do segundo tempo da vitória ontem (15) na Arena Juventus, em Turim, por 4 x 3 sobre a já campeã Inter de Milão. Depois de perder pênalti, Cristiano Ronaldo marcou o primeiro gol e o belga Lukaku empatou de pênalti. No último lance do primeiro tempo, o colombiano Juan Cuadrado fez um golaço de fora da área: Juventus 2 x 1.

DRAMÁTICO – Na volta do intervalo, o jogo tornou-se dramático a partir dos 10 minutos, quando o meia uruguaio Betancur, da Juventus, foi expulso. A Inter cresceu, pressionou e obteve o empate aos 42, com o gol contra do zagueiro Giorgio Chiellini. Mas aos 44, em lance muito contestado pelos jogadores da Inter, o árbitro Gianpaolo Calvarese marcou pênalti do croata Ivan Perisic no colombiano Juan Cuadrado, que converteu no seu segundo gol e no da vitória da Juventus (3 x 2).

GARANTIDA na Liga dos Campeões 2022 como campeã, a Inter soma 88 pontos, mais 10 que a Atalanta, que venceu (4 x 3) o Genoa, e recebe o Milan, terceiro com 75, na última rodada, no estádio Atleti Azzurri, em Bergamo. A Juventus, igual ao Milan com 75 pontos, tem menos uma vitória (22 a 23) e visitará o Bologna, no estádio Renato Dall’Ara. O Milan, italiano que mais ganhou a Liga dos Campeões (7 vezes), disputa o terceiro lugar com a Juventus.

Foto: OneFootball