Escolha uma Página

O atacante Gabriel Pires, de 26 anos, natural de Resende, sudoeste do Rio de Janeiro, na divisa com São Paulo e Minas, teve boa participação na vitória (3 x 1) do Benfica sobre o Boavista, neste primeiro sábado (4) de julho, no estádio da Luz, em Lisboa. Ele deu assistência para os gols do lateral André Almeida aos 13 e do meia Pizzi aos 31, e marcou o terceiro gol aos 42, todos no primeiro tempo. O Benfica vinha de duas derrotas consecutivas com o técnico Bruno Lage, substituído por Nelson Veríssimo.

GABRIEL PIRES disputou o Carioca de 2011 pelo Resende e saiu para a Juventus, de Turim, onde não teve chance de jogar. Emprestado a times pequenos, tipo Livorno e Pescara, melhorou de 2015 a 2018 no espanhol Leganés, com 19 gols em 111 jogos. Em agosto de 2018 foi vendido por 9.700 mil euros ao Benfica, contratado até 2023. Canhoto, 1,87m, Gabriel Pires voltou a ter chance com o novo técnico Nelson Veríssimo, que o substituiu já no final pelo meia grego Andreas Samaris, de 31 anos.

HELTON LEITE, de 29 anos, 1,96m, goleiro do Boavista, evitou que o time fosse goleado, com atuação de destaque. Filho do ex-goleiro João Leite – recordista de jogos (684) pelo Atlético e dez vezes campeão mineiro , ele defendeu o Botafogo entre 2015 e 2018, quando foi negociado com o clube português. O gol do Boavista foi do zagueiro peruano Gustavo Dulanto, de 24 anos, 1,94m, aos 19 do segundo tempo. Ele era do Real Garcilaso, que em 2019 mudou o nome para Cusco FC e adotou o escudo do Real Madrid.

NA ESTREIA do técnico Nelson Veríssimo, ex-zagueiro de 43 anos, que vai dirigir o time nos cinco jogos restantes, o Benfica teve Vlachodimos, André Almeida, Ruben Diaz, Jardel e Nuno Tavares; Pizzi (Jota), Weigl e Rafa Silva (Franco Cervi); Chiquinho, Gabriel Pires (Samaris) e Harris Seferovic (Carlos Vinícius, que teve gol anulado no primeiro tempo por impedimento). O atacante maranhense, tratado pelos torcedores como Vinícius da pose, entrou em declínio nas últimas rodadas.

LÍDER FAVORITO – A trigésima rodada tem o líder FC Porto como favorito no jogo deste domingo (5), no estádio do Dragão, com o Belenenses, décimo quarto com 31 pontos, 8 vitórias e 14 derrotas, além do saldo negativo de 20 gols (25 x 45). Com 70 pontos, o Porto deve voltar a ter 6 de vantagem sobre o Benfica, que soma 67. Além do Benfica, o único a vencer em casa neste sábado (4) foi o Braga, que fez 4 x 0 no Aves e manteve o quarto lugar. O Setubal levou a virada (3 x 2) do Paços de Ferreira e o Portimonense perdeu (1 x 0) para o Vitória de Guimarães.

OUTRO VISITANTE que engrenou foi o Marítimo, do atacante Rodrigo Pinho, que após vencer (2 x 0) o Benfica, pela primeira vez no estádio da Luz, ganhou (1 x 0) do Santa Clara, com o gol do meia português Bruno Xades, emprestado pelo Braga. 

Fotos: RTZ e Facebook do Benfica.