O Botafogo sofreu a décima primeira derrota consecutiva, ao levar a virada (3 x 1) do Atlético Goianiense, no primeiro dos seis jogos desta quarta (20), e disputará a Série B em 2021. O Botafogo passa a ter mais rebaixamentos – 2002, 2014 e 2020 – do que os títulos de campeão brasileiro que ganhou em 1968 e 1995. O Atlético Goianiense não perdeu para os times do Rio: 1 x 1 e 3 x 1 no Botafogo; 1 x 1 e 3 x 0 no Flamengo; 1 x 1 e 2 x 1 no Fluminense; 0 x 0 e 2 x 1, de virada, no Vasco, em São Januário.

ÚLTIMA VITÓRIA – O Botafogo venceu pela última vez, na virada (2 x 1) sobre o Coritiba, dia 19 de dezembro, em Curitiba, na vigésima sexta rodada. Desde então, 0 x 2 com Athletico Paranaense e Corinthians; 1 x 2 do Internacional (de virada); do Atlético Mineiro, do Fortaleza, do Bragantino e do Santos; 0 x 1 do Flamengo e do Bahia; 0 x 3 do Vasco, e 1 x 3 desta quarta (20) com o Atlético Goianiense (de virada). Último, com 23 pontos, o Botafogo só ganhou 4 dos 31 jogos.

QUINTA SEGUIDA – O Botafogo sofreu a quinta derrota consecutiva no segundo turno e só marcou dois gols. Tem o quarto pior ataque (27), depois do Coritiba (23), Sport (24) e Fortaleza (26), e a segunda defesa mais vazada (49), depois do Bahia (51). O saldo negativo de gols do Botafogo é de 22, com 27 marcados e 49 sofridos. Depois do Coritiba, com 17 derrotas, Botafogo, Bahia, Goiás e Sport são os que mais perderam (16).

TRÊS MINUTOS – Depois de péssimo primeiro tempo, os times melhoraram um pouco na volta do intervalo. O Botafogo só teve três minutos de vantagem, com o gol de Mateus Babi aos 18, porque o Atlético Goianiense empatou aos 21, com o primeiro gol do atacante Danilo Gomes, emprestado pelo São Paulo. A virada, aos 34, com o gol do atacante Zé Roberto, que não marcava desde novembro, e o terceiro gol do Atlético Goianiense foi do meia Vítor aos 47 dos oito minutos de acréscimo.

TENTOU TUDO – O técnico Eduardo Barroca voltou a tentar tudo para melhorar o rendimento do Botafogo e manteve o atacante Mateus Nascimento, que em 5 de setembro de 2020, aos 16 anos e 6 meses, tornou-se o mais jovem a estrear com a camisa do clube – 2 x 2 na Arena Corinthians -, mas ele foi substituído aos 13 do segundo tempo pelo colombiano Ivan Angulo, também de 21 anos, emprestado pelo Palmeiras, sem ter boa atuação.

DIEGO LOUREIRO, Kevin (Barrandeguy), Benevenuto, Kanu e Victor Luis; Zé Welison, Caio Alexandre e Nazario (Enio); Mateus Nascimento (Ivan Angulo), Mateus Babi e Pedro Raul (Kalou) – o time do Botafogo que sofreu a quinta derrota no returno. O próximo jogo é domingo (24) com o Fluminense, em São Januário, e depois o Botafogo terá mais três jogos como visitante, com Palmeiras, Goiás e Ceará (última rodada). Os jogos restantes no Rio serão com Sport, Grêmio e São Paulo.

BAHIA VENCE – Com o gol do atacante Thiago Andrade, paulista de 20 anos revelado no XV de Jaú, o Bahia venceu (1 x 0) o Athletico Paranaense, na noite desta quarta (20), na Arena Fonte Nova, em Salvador, e saiu do rebaixamento. Com a nona vitória, o Bahia igualou-se ao Vasco, Fortaleza e Sport, com 32 pontos, mas supera em vitórias o Fortaleza (7) e o Vasco (8), mas o Fortaleza ainda joga na rodada, nesta quinta (21), em Fortaleza, com o Santos.

Foto: André Durão/ge