ÚNICO A VENCER DUAS VEZES POR 4 x 0, O BOTAFOGO ASSUMIU A LIDERANÇA e está a quatro jogos da volta triunfal à Série A, após a exibição de gala e a estupenda goleada da tarde deste primeiro domingo (7) de novembro, no estádio de São Januário, no primeiro jogo em que o Vasco sofreu quatro gols no Campeonato Brasileiro de 2021 da Série B. Muito superior, o Botafogo já saiu para o intervalo com 3 x 0 e consolidou a goleada logo no início do segundo tempo.

SEGUNDO 4 x 0 – Novo líder com 62 pontos em 34 jogos, o Botafogo venceu o quarto jogo em 17 jogos como visitante, o segundo por 4 x 0, placar que antes impôs ao Londrina, na 23ª rodada, em 11 de setembro, no estádio Nilton Santos. Quarta vitória do time, em 10 jogos do técnico Enderson Moreira como visitante, em que empatou 4 e perdeu 2. Os outros 4 x 0 foram do Confiança no Náutico (16ª rodada); do Coritiba no Brusque (23ª) e do Vitória no Brasil (31ª).

MAIS POSITIVO – A goleada de 4 x 0 no Vasco aumentou ainda mais o potencial ofensivo do Botafogo, que tem o ataque mais positivo, com 51 gols em 34 jogos, média de 1.5 por jogo. Com o segundo gol, que marcou aos 19 do primeiro tempo, Rafael Navarro é o terceiro goleador com 13, disputando a artilharia com Edu, do Brusque, com 16, e Leo Gamalho, do agora vice-líder Coritiba, com 15. Vasco 0 x 4 Botafogo, R$128.038,00. Pagantes: 5.496.

DEFESA SÓLIDA – Ponto vulnerável antes de Enderson Moreira assumir, o Botafogo passou a ter defesa sólida, com 28 gols sofridos em 34 jogos. É a defesa menos vazada, por coincidência, como as dos três que completam o G4: Coritiba, Avaí e Goiás. O Botafogo tem o melhor saldo de gols (23), seguido do Coritiba (16), Goiás (13) e Avaí (11). Foi o quinto jogo como visitante, desde a chegada do novo técnico, que o Botafogo não sofreu gol.

O DESTAQUE – O volante Luis Oyama teve atuação de destaque no 4 x 0, no primeiro combate e nos lançamentos, como no primeiro gol, aos 12, ao iniciar a jogada para o cruzamento rasteiro de Diego Gonçalves e o gol de Marco Antonio. Assim também foi no terceiro gol, segundo de Marco Antonio, aos 36, que arrancou do grande círculo e finalizou de canhota, na saída do goleiro, após receber o passe de Luis Oyama, que estava em seu próprio campo.

DOS 2 LADOS – O Botafogo tem sabido atrair o adversário, fingindo-se de dominado, para efetuar contra-ataques mortais, pelos dois lados do campo. O segundo gol, que Rafael Navarro marcou aos 19, foi de um cruzamento sob medida da esquerda com a canhota de Diego Gonçalves, que completou a goleada aos 9 do segundo tempo. Após o escanteio da esquerda, Pedro Castro ajeitou de cabeça para Diego Gonçalves completar de cabeça na pequena área.

BEM CONFUSO – O árbitro Luis Flavio Oliveira, da Federação Paulista, mostrou-se inseguro no lance do quarto gol, que validou e depois decidiu esperar pelos monitores do VAR. Segundos depois de anular, o árbitro enfim acertou ao confirmar o gol de cabeça de Diego Gonçalves, que estava em posição legal na pequena área, ao receber o passe de cabeça de Pedro Castro.

EXPULSÃO – O árbitro puniu com acerto as 20 faltas do jogo (9 do Vasco) e foi correto ao aplicar o primeiro cartão amarelo, aos 14 minutos, quando o lateral Leo Matos levou o pé e atingiu a cara de Rafael Navarro, que jogou com proteção de plástico no nariz. Leo Matos reincidiu aos 25 e deixou o Vasco com 10, ao cometer falta dura em Pedro Castro. Ricardo e Andrey, os outros advertidos do Vasco, e Leo Carli, único do Botafogo, fora do próximo jogo.

NOVOS LÍDERES – Diego Loureiro, Daniel Borges (Ronald), Joel Carli, Kanu e Carlinhos; Luis Oyama, Pedro Castro e Marco Antonio (Frizzo); Warley (Rafael), Rafael Navarro (Rafael Moura) e Diego Gonçalves (Luis Henrique) – o Botafogo, novo líder, 62 pontos em 34 jogos – 18 vitórias, 8 empates, 8 derrotas, saldo de 23 gols (51 a 28) -, com o próximo jogo, quinta (11), em Campinas, com a Ponte Preta, que venceu o CRB por 1 x 0, gol de Leonardo, no último jogo da noite deste domingo (7), em Campinas. Se houvesse ganhado, o CRB, com 54, seria o novo 4º colocado, e o Goiás, com 55, cairia para o 5º lugar.

COMEMORAÇÃO – No final, os jogadores do Botafogo comemoraram com os 1000 torcedores – carga máxima de ingressos ao visitante -, do lado esquerdo da arquibancada do estádio de São Januário. Todos retribuiram com palmas o incentivo que receberam desde a entrada em campo. O tom do coro “Fica Navarro” foi ainda mais alto e o atacante agradeceu com acenos, mas é pouco provável que o clube consiga mantê-lo em 2022 na volta à Série A.

HOMENAGEM – Na camisa do Vasco, um selo comemorativo aos 100 anos que o atacante pernambucano Ademir Marques de Menezes completaria nesta 2ª feira, 8 de novembro, nascido em 1921 no Recife, tricampeão pernambucano no Sport (39-40-41). Ademir foi o primeiro artilheiro do Maracanã, campeão carioca em 1950, ano em que também foi, artilheiro e vice-campeão do mundo. Os 9 gols em 6 jogos, em uma só Copa, até hoje não foram igualados por outro brasileiro.

Foto: Lance!