O Botafogo abriu o returno do Brasileirão com derrota (2 x 1) para o São Paulo, que já o havia vencido (2 x 0) no turno, no Morumbi. O jogo deste penúltimo sábado (21) de setembro, no estádio Nilton Santos, teve o domínio do São Paulo no segundo tempo, após 1 x 1 no intervalo, e o gol da vitória, do atacante Pablo, marcado nos acréscimos.

EQUILÍBRIO – O primeiro tempo foi equilibrado, mas sem a mesma intensidade do segundo. O São Paulo fez 1 x 0 aos 37, com Hernanes driblando o zagueiro Marcelo antes de finalizar de canhota. O Botafogo empatou aos 46, com João Paulo recebendo assistência de Gustavo e tirando o lateral Juanfran da jogada antes de concluir.

DE CANHOTA – O São Paulo voltou melhor no segundo tempo, mas só chegou à vitória aos 47, quando Pablo finalizou de canhota o cruzamento de Daniel Alves, com leve desvio de Arboleda. Foi apenas o segundo gol de Pablo no Brasileirão 2019, após bom tempo fora pela contusão no ligamento do joelho no jogo com o Palmeiras, em julho.

Pablo Felipe Teixeira, 27 anos, 1,87m, natural de Londrina, norte do Paraná, foi líder de assistências e artilheiro da Copa Sul-Americana de 2018, segundo título que ganhou no Atlético, após o estadual de 2016. Jogou no Real Madrid B, Cerezo Osaka e foi vendido por R$27 milhões ao São Paulo em dezembro de 2018.

COM 35 PONTOS – 9 vitórias, 8 empates, 3 derrotas, 23 gols a favor e 14 contra -, o São Paulo depende dos resultados do Corinthians (32) e do Internacional (33) para confirmar a permanência no G4 ao fim da rodada. O próximo jogo será com o Goiás, quarta (25), no Morumbi. No turno, em Goiânia, o São Paulo ganhou (2 x 1).

UMA POSIÇÃO – Décimo com 27 pontos, o Botafogo – 8 vitórias, 3 empates, 9 derrotas, 19 gols a favor e 21 contra -, só perde uma posição se o Atlético Paranaense, com 26, ganhar amanhã (22) do Vasco, em São Januário. O próximo jogo será com o Bahia, quarta (25), em Salvador. No turno, no estádio Nilton Santos, o Botafogo venceu (3 x 2).

BOTAFOGO – Gatito, Fernando, Marcelo, Gabriel e Gilson; Gustavo (Valencia, 20 do segundo tempo), Cicero e João Paulo; Marcinho, Luis Fernando (Alan Santos, 43 do segundo tempo) e Victor Rangel (Pimpão, 30 do segundo tempo). Técnico – Eduardo Barroca. Foi a sétima derrota do Botafogo para times da parte de cima da tabela de classificação do Brasileirão 2019.

SÃO PAULO – Tiago Volpi, Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan (Igor Gomes, 40 do segundo tempo), Tchê Tchê, Daniel Alves e Hernanes (Everton, 15 do segundo tempo); Toró (Antony, 14 do segundo tempo) e Pablo. Técnico – Cuca. Depois de dois empates e duas derrotas, a vitória deu alívio ao técnico Alexi Stival – o Cuca -, já muito pressionado.

CINCO CARTÕES – Os advertidos do Botafogo foram o lateral Fernando, por falta em Everton, o meia Cicero e o atacante Luis Fernando, por simular pênalti – fora do próximo jogo -, e os do São Paulo, o meia Hernanes, por reclamação – fora do próximo jogo – e o assistente Cuquinha, irmão do técnico Cuca, também por reclamação. R$414,516,00. 15.821 pagantes no estádio Nilton Santos. Boa arbitragem de Jean Pierre Lima, da Federação Gaúcha e do quadro nacional da CBF.