Escolha uma Página

Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

O Botafogo liquidou com a esperança do Flamengo de ser campeão brasileiro de 2018, ao impor a derrota (2 x 1) na noite deste sábado (10), no estádio Nilton Santos, depois de fazer 2 x 0 no primeiro tempo, na pior apresentação desde a chegada do técnico Dorival Júnior, que perdeu a invencibilidade. O Botafogo subiu quatro posições e está em décimo lugar com 41 pontos. O Flamengo manteve-se em terceiro com 60, mas pode terminar a rodada a 10 pontos do líder Palmeiras e a 4 pontos do vice-lider Internacional, faltando só mais seis jogos.

Vitor Silva/SSPress/Botafogo

EM 10 MINUTOS – Bem superior no primeiro tempo, o Botafogo saiu em vantagem para o intervalo, ao fazer dois gols em dez minutos. O atacante Erik, um dos melhores do time, passou no pique pelo zagueiro Rever e fez 1 x 0 aos 18, lançamento do meia chileno Valencia, em uma de suas atuações mais bonitas. Erik tocou na saída do goleiro Cesar, que poderia ter evitado o segundo gol, aos 28, em cobrança de falta, quase sem ângulo, de Valencia, em seu jogo 60 com a camisa do Glorioso.

APENAS ESBOÇO – Com o gol de Vitinho logo aos três minutos do segundo tempo, completando de cabeça o cruzamento do lateral Pará, o Flamengo mostrou apenas um esboço de reação, perdendo o empate no minuto seguinte, em cabeçada de Paquetá, com boa defesa de Gatito. O Botafogo voltou a jogar melhor, mas não aproveitou boas chances, com Erik, de cabeça – boa defesa de Cesar – e Brener, que perdeu passe preciso de Mateus Fernandes.

Gilvan de Souza / Flamengo

BICICLETA – Lucas Paquetá, em bicicleta com estilo, mas para fora, voltou a perder o empate aos 23. Nas duas últimas chances mais claras, o Botafogo tornou a ficar mais perto do terceiro gol. Pimpão acertou o travessão aos 38, e Erik, aos 47, poderia ter escolhido Renatinho ou Pimpão, que estavam livres para finalizar, mas deixou que Cesar saísse para fazer outra boa defesa. O resultado final de 2 x 1 refletiu bem a atuação superior do Botafogo.

TERCEIRA NO RIO – O Flamengo perdeu pela terceira vez no Rio, após 1 x 0 para o São Paulo e o Ceará, no Maracanã. Sem o mando de campo, o time perdeu outros três jogos fora do Rio: 3 x 2 para a Chapecoense, 2 x 0 para o Grêmio e 3 x 0 para o Atlético Paranaense. O Flamengo ainda jogará no Rio com Santos, Grêmio e Atlético Paranaense (última rodada). Os jogos como visitante serão com Sport, no Recife, e Cruzeiro, no Mineirão.

Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

OITAVA VITÓRIA – Com o mando de campo, foi a oitava vitória do Botafogo, terceira por 2 x 1. Os dois últimos jogos no estádio Nilton Santos serão com Internacional e Paraná. Fora do Rio, o Botafogo jogará com a Chapecoense, Santos e Atlético Mineiro (última rodada, domingo, 2 de dezembro). O Botafogo tem 41 pontos – 10 vitórias, 11 empates, 12 derrotas -, mas ainda não se livrou do saldo negativo de gols (10), com 33 marcados e 43 sofridos.

6 x 4 NOS CARTÕES – Boa arbitragem de Braulio Machado, da Federação Catarinense. Ele mostrou seis cartões amarelos para jogadores do Flamengo – Renê, Cuellar, Diego e Lucas Paquetá, no primeiro tempo, e Rever e Arão – quatro para os do Botafogo – Gilson e Lindoso, no primeiro tempo, e Gatito e Joel Carli –, e soube manter o jogo sob controle. R$169.885,00. R$16.882 pagantes.