O carioca Eduardo Barroca, de 39 anos, novo técnico do Botafogo, é uma aposta na renovação. Os nomes mais falados nas reuniões que antecederam o anúncio de sua contratação foram os de Dorival Júnior e Vanderlei Luxemburgo, sem clube. Mas o Botafogo o escolheu, baseando-se nos fatores técnico e financeiro. Barroca conhece bem o elenco e vai ganhar de acordo com o que o clube pode pagar, o que não aconteceria com os outros dois cogitados, de nível salarial bem mais elevado.

Eduardo Barroca iniciou em 2000 como preparador-fisico do time sub-13 do Flamengo. Na sequência do trabalho, sempre muito elogiado, ele comandou as divisões de base como técnico do sub-20 do Botafogo, que levou aos títulos carioca e brasileiro. Estava no Corinthians desde junho de 2018 e foi liberado por dois motivos: a chance de assumir uma equipe principal e pela correção que sempre teve com o clube. Aliás, uma das marcas do seu trabalho.

Poucos talvez se lembrem, mas Eduardo Barroca foi o técnico mais jovem a conseguir uma vitória na Série A do Brasileirão. Em 2011, quando assumiu como interino do Bahia, venceu (3 x 1) o Flamengo, no estádio Nilton Santos. Agora, terá duas semanas para preparar o time do Botafogo, que vai estrear no Brasileirão 2019, dia 28, no Morumbi, com o São Paulo. O tempo é curto. A missão, bem complicada.