Escolha uma Página

COM O PLACAR AGREGADO DE 6 x 0, o Botafogo ganhou a Taça Rio, pelo segundo ano consecutivo, ao vencer o Boavista por 2 x 0, na noite deste último domingo (31) de março no estádio Nilton Santos, com a equipe titular, 4 x 0 com o time reserva no jogo de ida em Bacaxá, distrito de Saquarema, capital brasileira do surfe.

MESMO COM O TIME SÓ DE RESERVAS, o Botagogo dominou amplamente o Boavista, embora só tenha decidido no segundo tempo. O primeiro gol foi do volante Tche Tchê, de pênalti, aos 3 minutos, depois que seu chute foi desviado por William com o braço, e o segundo gol, aos 11, do meia Kanê, com assistência de Mateus Nascimento.

BICAMPEÃO DA TAÇA RIO, O BOTAFOGO ganhou também a vaga na fase de grupos da Copa do Brasil de 2025, com méritos do time reserva: Igo Gabriel, Rafael (Damian Suarez), Bastos, Kawan e Devid; Breno (Newton), Tche Tchê e Kanê (Patrick de Paula); Luis Henrique (Jeffinho), Mateus Nascimento (Janderson) e Raí.

O BOTAFOGO TEVE O BOM RETORNO do meia Patrick de Paula que não jogava desde de fevereiro de 2023, recuperado de grave lesão no ligamento colateral do joelho e dos meniscos lateral e medial.

OUTRO BOM RETORNO foi o do atacante Luís Henrique, recuperado de estiramento muscular na coxa. Ele fez bom primeiro tempo, criando chances de gol, mas saiu no intervalo dentro do previsto, substituído por Jeffinho, que também reapareceu bem.

O BOTAFOGO AINDA SERÁ DIRIGIDO por Fábio Matias, que completou 9 jogos de invencibilidade, com a oitava vitória, na estreia na fase de grupos da Libertadores com o Junior Barranquilla, quarta-feira (3), no estádio Nilton Santos. O novo técnico, Arthur Jorge, que chega amanhã (2) estará como observador, embora não se descarte que ele queira assumir logo a direção da equipe.

Foto: Úrsula Nery/FERJ