Escolha uma Página

COM UMA VIRADA BRILHANTE, O BOTAFOGO devolveu ao Náutico os 3 x 1 do domingo, 20 de junho, no estádio dos Aflitos, e com os 3 x 1 deste sábado (18), no estádio Nilton Santos, em sua quinta vitória consecutiva, manteve o terceiro lugar e ampliou o caminho para a volta mais do que merecida à Série A em 2022. Mais uma vez, prevaleceu a força do conjunto, sem que não se possa, entretanto, deixar de ressaltar o brilho da atuação individual de Rafael Navarro.

GOIÁS VICE-LÍDER – Pouco depois de Botafogo 3 x 1 Náutico, o Goiás retomou a vice-liderança, ao vencer o Brasil de Pelotas por 2 x 1, gols de Alef Manga, de pênalti, no primeiro tempo, e Caio Vinícius. Erison fez o gol do Brasil aos 55 minutos, no último lance do jogo da noite, no estádio da Serrinha, em Goiânia. O líder Coritiba tem 48 pontos e 14 vitórias; o vice-líder Goiás, 45 pontos e 12 vitórias, e o Botafogo, terceiro, 44 pontos, 13 vitórias.

AS CINCO CONSECUTIVAS – Com 100% de aproveitamento nos jogos do returno, o Botafogo chegou a cinco vitórias consecutivas – 3 x 2 no Vila Nova, 1 x 0 no Coritiba, 1 x 0 no Remo, 4 x 0 no Londrina e 3 x 1 do Náutico -, o que só Náutico, então líder, e Coritiba, então vice-líder, conseguiram no atual campeonato. É a melhor sequência do time, desde fevereiro de 2019, quando venceu quatro jogos seguidos em três competições diferentes. 

RAFAEL NAVARRO – Com os dois gols dos 3 x 1 no Náutico, o cabofriense Rafael Navarro, de 21 anos, passou a dividir com o meia paranaense Jean Carlos, de 29 anos, que fez o gol do Náutico, o terceiro lugar da artilharia, com 9 gols. O artilheiro é o gaúcho Leo Gamalho, de 35 anos, do Coritiba, com 12 gols, e o vice-artilheiro, o carioca Edu, do Brusque, com 11. Bom dizer: Rafael Navarro é o primeiro em assistências, com 7.

ARTILHEIRO DO BOTAFOGO na temporada, Rafael Navarro marcou o gol da virada aos 6 minutos do segundo tempo, após o rebote do goleiro Alex Alves, em chute forte e com efeito do meia Chay, e fez o terceiro aos 51 minutos, com chute bem colocado, depois de boa assistência de Diego Gonçalves, que substituiu Warley no intervalo e deu novo ritmo ao time. No final do jogo, Rafael Navarro resumiu: “Estou feliz, vou continuar e ajudar o Botafogo a subir”.

NADA DE RETROCESSO – Rafael Navarro foi revelado na base do Atlético Goianiense e do Fluminense, mas se tornou profissional em 2021 no Botafogo, e só pensa em continuar se destacando em 2022, na volta à Série A, no ano da Copa do Mundo. Ronaldo Fenômeno, presidente do Valladolid, tenta levá-lo, mas o time é fraco, caiu para a segunda divisão da Espanha, e está em décimo segundo entre os vinte, com a derrota deste sábado (18) para o Girona por 1 x 0. 

PERSONALIDADE FORTE – Na quinta vitória consecutiva, o Botafogo voltou a mostrar personalidade forte, uma de suas marcas na campanha, com 44 dos 72 pontos disputados em 24 jogos, 13 vitórias, 5 empates, 6 derrotas, saldo de 14 gols, com ataque mais positivo (34) e quinta defesa menos vazada (23). Bom ressaltar: das 13 vitórias, 10 sem sofrer gol. No returno, 100% de aproveitamento: 3 x 2 no Vila Nova; 1 x 0 no Coritiba e no Remo; 4 x 0 no Londrina e 3 x 1 no Náutico. 

ENDERSON MOREIRA – Depois de três empates e quatro derrotas, o Botafogo só conseguiu a primeira vitória fora de casa quando Enderson Moreira assumiu, na décima quarta rodada, em 24 de julho: 1 x 0 sobre o Confiança, na Arena Batistão, em Aracaju. Desde então, sob o comando do técnico mineiro, que fará 50 anos no próximo dia 28, o Botafogo ganhou 10 jogos – 8 sem sofrer gol -, perdeu 1 x 0 para o Operário e empatou 1 x 1 com o Guarani, ambos fora de casa.

DIEGO LOUREIRO, Daniel Borges, Kanu, Gilvan (Lucas Mezenga) e Carlinhos; Barreto, Pedro Castro (Luis Oyama) e Chay (Luis Henrique); Warley (Diego Gonçalves), Rafael Navarro e Marco Antonio (Kayque) – o Botafogo, dirigido pelo assistente Luis Fernando Rosa Flores. Depois de cumprir dois jogos de suspensão, e mais dois adicionais, Enderson Moreira voltará à área técnica no jogo da próxima quinta (26), em Maceió, com o CSA.

VOLTA DO PÚBLICO – A partir do último domingo (26) de setembro, o Botafogo terá a volta do público ao estádio Nilton Santos, em seus últimos sete jogos como mandante, com Sampaio Corrêa, Avaí, CRB, Brusque, Confiança, Operário, e o de encerramento da campanha da Série B, com o Guarani, dia 27 de novembro. Os sete jogos restantes como visitante serão com CSA, na próxima quinta (26), e com Vitória, Cruzeiro, Goiás, Vasco, Ponte Preta e Brasil de Pelotas.

Foto: UOl Esporete, Goal, Superesportes