Com a derrota por 2 x 0 para o Goiás, na noite de ontem (20), a primeira que sofreu em cinco jogos no estádio Nilton Santos, o Botafogo, décimo primeiro com 13, ficou só dois pontos à frente do Cruzeiro, que voltou ao rebaixamento, décimo sétimo com 11, ao ser derrotado em Belém por 1 x 0 pelo Remo, que subiu três posições com a terceira vitória consecutiva. Um dia depois de ser demitido pelo Vasco, Marcelo Cabo foi anunciado como novo técnico do Goiás.

SÓ UMA VITÓRIA – O drama do Botafogo, há uma semana sem técnico, aumenta a cada rodada. O time só ganhou um dos últimos seis jogos, 1 x 0 no Vitória, na oitava rodada, dia 30 de junho, e desde então empatou com o Avaí (1 x 1); perdeu de virada (2 x 1) para o CRB; empatou 3 x 3 com o Cruzeiro; perdeu de virada (2 x 1) para o Brusque, e sofreu a segunda derrota consecutiva na noite de ontem (20) para o Goiás (2 x 0). 

PRIMEIRA EM CASA – Depois de duas vitórias consecutivas, 2 x 0 no Coritiba e 3 x 0 no Remo, o Botafogo empatou 3 x 3 com o Cruzeiro, venceu o Vitória por 1 x 0 e sofreu a primeira derrota, em casa para o Goiás (2 x 0). O Botafogo caiu mais uma posição e terminou a décima terceira rodada em décimo quarto lugar com 13 pontos – 3 vitórias, 4 empates, 5 derrotas, saldo negativo de 2 gols (16 a 18) -, com a sexta defesa mais vazada. 

MUITOS ERROS – O Botafogo voltou a cometer muitos erros, principalmente de passes e finalizações, além de não saber como reagir quando fica em desvantagem no placar. O Goiás ganhou com méritos, pela terceira vez como visitante, sem sofrer gol, depois de 1 x 0 no Vitória e no CSA. O time foi dirigido por Glauber Ramos, da comissão técnica permanente do clube. O técnico Marcelo Cabo esteve no estádio Nilton Santos e manteve os primeiros contatos com os jogadores.

EM 19 MINUTOS – O Goiás decidiu o jogo em 19 minutos e já saiu para o intervalo com os 2 x 0. O primeiro gol foi do volante Mateus Rezende, goiano de 26 anos, aos 25 minutos, completando falta cobrada por Elvis, e o segundo gol do atacante Alef Manga, santista de 26 anos, emprestado pelo Volta Redonda. O Goiás subiu ao quarto lugar com 23 pontos – 6 vitórias, 5 empates, 2 derrotas, saldo de 8 gols (13 a 5) -, a um ponto do vice-líder Coritiba, que joga amanhã (22), em casa, com o CRB.

DRONE DO FANTASMA – O Remo subiu três posições, décimo primeiro com 16 pontos, com a terceira vitória consecutiva, ao derrotar o Cruzeiro, há sete jogos sem vencer, por 1 x 0 no estádio Baenão, em Belém. O gol foi do atacante sergipano Victor Andrade, de 25 anos, aos 23 do primeiro tempo, com um belo voleio no ângulo do goleiro Fabio, após cruzamento do lateral Tiago Enes. A vitória teve sabor especial para o técnico Felipe Conceição, demitido do Cruzeiro, após eliminação na Copa do Brasil. No segundo tempo, um drone sobrevoou o estádio Baenão, com o escudo do Cruzeiro e a figura de um fantasma, alertando para uma possível queda para a Série C.

Foto: Gazeta Esportiva