Escolha uma Página

Onze jogos depois da única vitória – 2 x 1 sobre o Atlético Mineiro, que estava invicto -, na quarta rodada, em 19 de agosto, o Botafogo repetiu o placar na noite de ontem (7), no estádio Nilton Santos, onde ganhou do Palmeiras, último invicto do Brasileiro de 2020, saiu do rebaixamento, subiu quatro posições e terminou a rodada em décimo quinto, com 15 pontos, no segundo jogo sob a orientação do técnico Bruno Lazaroni, a quem os jogadores dedicaram a vitória sobre o campeão paulista.

O SALVADOR – O Botafogo aumentou o ritmo na volta do intervalo e fez 1 x 0 logo no primeiro minuto, com Pedro Raul concluindo o cruzamento rasteiro de Kevin, gol que o técnico do Palmeiras não viu porque estava saindo do vestiário. Caio Alexandre fez 2 x 0 aos 8, em posição legal, como confirmou o VAR. Willian marcou o gol do Palmeiras aos 31, e aos 36 o Botafogo ficou sob ameaça do décimo empate, mas a estrela de Diego Cavalieri brilhou e ele defendeu o pênalti que cometeu em Willian, que bateu no canto direito. 

BOTAFOGO – Diego Cavalieri, Kevin, Benevenuto, Kanu e Victor Luis; Forster (Kalou), Caio Alexandre (David Souza) e Honda (Renteria); Rhuan (Guilherme), Pedro Raul (Warley) e Mateus Babi. Técnico – Bruno Lazaroni. Décimo quinto com 15 pontos em 14 jogos  2 vitórias, 3 derrotas, 9 empates e ainda com saldo devedor de dois gols (14 a 16) -, o Botafogo será visitante nos jogos com Sport, domingo (11), no Recife, e com o Grêmio, quarta (14), em Porto Alegre.

PALMEIRAS – Jailson, Marcos Rocha, Felipe Melo, Luan e Mayke (Scarpa); Patrick de Paula (Ramires), Bruno Henrique (Zé Rafael) e Raphael Veiga (Lucas Lima); Rony (Gabriel Veron), Willian e Wesley. Técnico – Vanderlei Luxemburgo. O Palmeiras caiu do terceiro para o quinto, com 22 pontos em 13 jogos  5 vitórias, 7 empates, 1 derrota, saldo de cinco gols (18 a 13) – e fará em seu Allianz Parque os jogos de sábado (10) com o São Paulo e de quarta (14) com o Coritiba.

VISITANTE – Na invencibilidade de 12 jogos – 5 vitórias, 7 empates -, o Palmeiras havia ganho como visitante do Athletico Paranaense (1 x 0), do Bragantino (2 x 1, de virada) e do Corinthians (2 x 0), e empatado em 1 x 1 com Fluminense, Bahia e Grêmio. O Bahia havia empatado 0 x 0 com Santos e Coritiba, e 1 x 1 com o Fluminense, e perdido para o Bahia (2 x 1), Internacional (2 x 0) e Vasco (3 x 2).

DERROTA DO LÍDER ATLÉTICO – Depois de quatro vitórias consecutivas e de ganhar sete dos últimos nove jogos, o Atlético Mineiro sofreu a quarta derrota, todas como visitante, mas manteve a liderança, embora perdendo a vantagem, reduzida a três pontos – 27 a 24 do Flamengo -, e que poderá cair para 2 pontos, se o Internacional, com 22, ganhar hoje (8) do Bragantino. Como visitante, o Atlético venceu Flamengo e Coritiba (1 x 0) e Atlético Goianiense (4 x 3).

CENI x SAMPAOLI – Rogério Ceni, técnico do Fortaleza, manteve a vantagem em 100% sobre o argentino Jorge Sampaoli, técnico do Atlético, ao vencê-lo pela terceira vez em três confrontos. Bom dizer: o Fortaleza jogou com 10, desde os 39 do primeiro tempo, devido à expulsão do meia Felipe, um minuto após o atacante David fazer o primeiro gol, e de Sasha ter empatado aos 42. No segundo tempo, o lateral Bruno Melo fez de cabeça o gol da vitória do Fortalez aos 39.

FORTALEZA – Felipe Alves, Tinga, Roger, Paulão e Carlinhos (Bruno Melo); Juninho, Felipe, Ronald e Gabriel Dias; Romarinho (Osvaldo e depois Marlon) e David (Yuri Cesar). Técnico – Rogerio Ceni. O Fortaleza é nono com 20 pontos em 14 jogos  5 vitórias, 4 derrotas, 5 empates, saldo de três gols (14 a 11) – e será visitante nos jogos com o Coritiba, sábado (10), e com o Vasco, quinta (15). Como mandante, o time sofreu só dois gols em sete jogos, na derrota (2 x 0) para o Athletico Paranaense, após 0 x 0 com Botafogo e Atlético Goianiense, e vitórias sobre Sport e Internacional (1 x 0) e Bragantino (3 x 0).

INTERNACIONAL PODE SER NOVO VICE-LÍDER

Os dois jogos que completam a décima quarta rodada na noite de hoje (8) podem provocar mudanças nas primeiras e nas últimas posições. Se o Internacional vencer o Bragantino, no interior paulista, será o novo vice-líder com 25 pontos. O Flamengo, com 24 pontos, cairá para o terceiro lugar, e o São Paulo, com 23 pontos, descerá para a quarta colocação.

No outro jogo, em Curitiba, o vencedor de Athletico Paranaense x Ceará, ambos com 14 pontos, ultrapassará Botafogo, Atlético Goianiense, Corinthians e Bahia, com 15, e subirá ao décimo segundo lugar. O Botafogo também pode voltar ao rebaixamento, se o Bragantino, com 12 pontos, vencer o Internacional, porque irá aos 15 pontos, com mais uma vitória (3 a 2). A quinta-feira (8) promete novas emoções no Brasileiro 2020.

Foto: Lance!