O Botafogo sofreu a terceira derrota como visitante, ao levar a virada (2 x 1) do CRB, na noite de ontem (6), no estádio Rei Pelé, em Maceió, depois de sair em vantagem para o intervalo com o gol de Rafael Navarro aos 30, aproveitando a rebatida do goleiro Diogo Silva, após chute de Felipe Ferreira. No primeiro minuto do segundo tempo, o meia Nicolas Careca empatou, e aos 30 o meia paulistano Marthã, emprestado pelo Ceará, fez de cabeça o gol da virada. 

PODE CAIR – Nono com 12 pontos – 3 vitórias, 3 empates, 3 derrotas, saldo de 1 gol (12 a 11) -, pode cair uma posição, se o Vila Nova, com 10 pontos, vencer o Remo, amanhã (8), em Belém, ou o Operário, com 12 pontos, ao menos empatar sábado (9) com o Brasil, em Pelotas. O Botafogo ainda não venceu como visitante, perdendo antes para o Náutico (3 x 1) e para o Sampaio Corrêa (2 x 0). Os empates foram com Vila Nova e Avaí (1 x 1) e 2 x 2 com o Londrina.

DOUGLAS BORGES, Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Rafael Carioca; Luis Oyama, Barreto (Pedro Castro) e Chay (Marco Antonio); Diego Gonçalves, Rafael Navarro (Rafael Moura) e Felipe Ferreira (Ronald e depois Marcinho) – o Botafogo do técnico Marcelo Chamusca, que voltará ao estádio Nilton Santos para o jogo de sábado (10) com o Cruzeiro,décimo terceiro com 10 pontos, que ficou no 0 x 0 com o vice-líder Coritiba, na noite de ontem (6), no Mineirão.

CARREGADO – O atacante Ronald teve pouca sorte na primeira jogada de que participou, dois minutos após substituir Felipe Ferreira, ao torcer o tornozelo direito. Como não havia maca no estádio, ele saiu carregado pelo zagueiro Lucas Mezenga e pelo meia Mateus Frizzo. Com a saída de Ronald, o Botafogo fez a última substituição, entrando Marcinho. A equipe caiu muito de rendimento no segundo tempo e sentiu o gol do CRB logo no primeiro minuto.

PENHORA DA SEDE – O efeito suspensivo solicitado pelo Botafogo, para evitar que a sede da Avenida Wenceslau Brás seja penhorada, indeferido ontem (6) pela décima terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. A penhora foi decretada por falta de pagamento de IPTU, no valor de R$153 mil, de fevereiro de 2014 a novembro de 2015, da loja que funcionava ao lado da sede do clube.

VASCO, SOBE OU DESCE – Sexto com 13 pontos, o Vasco só pode subir uma posição para terminar a décima rodada em quinto lugar, se vencer o Sampaio Corrêa, terceiro com 18 pontos, sexta (9), em São Januário. O Vasco se igualaria em pontos (16) ao Goiás, mas ficaria com mais uma vitória (5 a 4), primeiro item de desempate. Se empatar ou perder, o Vasco pode perder até duas posições, para o Brusque (13) e Guarani (13).

Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas