O BOTAFOGO CAIU PARA 10º, com a virada que levou do Palmeiras por 3 x 1, na noite de ontem (3) no estádio Nilton Santos, e pode perder mais uma posição, se o São Paulo vencer o Coritiba, no Morumbi, dia 20, no jogo adiado que completará a 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

O BOTAFOGO fez 1 x 0 aos 20 minutos, em excelente jogada do lateral argentino Renzo Saravia, que deu assistência ao atacante paraibano Tiquinho Soares, que finalizou de primeira, de pé direito, antes da meia-lua da área. Belo gol, mas o Botafogo não conseguiu manter a vantagem por mais de cinco minutos.

O PALMEIRAS empatou aos 25, com Gustavo Scarpa convertendo pênalti que Gabriel Pires cometeu com a mão, em lance que demorou três minutos para ser confirmado pelo VAR. E virou aos 36, com o gol de Mayke, de carrinho na pequena área, após boa jogada do lateral uruguaio Piquerez, que deixou Saravia caído.

O 3º GOL DO PALMEIRAS, aos 15 do 2º tempo, premiou Dudu, único nos 29 jogos da equipe na Série A de 2022. Dudu igualou-se ao goleiro Marcos, com 392 jogos e chegou aos 83 gols, além de ser recordista de títulos: duas vezes campeão paulista, brasileiro e da Libertadores, uma Copa do Brasil e Recopa Sul-Americana.

FOI O 2º DOS 15 JOGOS em casa, que o Botafogo sofreu três gols, depois de perder na estreia para o Corinthians também por 3 x 1. Das sete derrotas no estádio Nilton Santos, segunda no returno; o time estava há quatro jogos sem perder. Os próximos serão como visitante, 5ª feira (6) com o Avaí, domingo (9) com o São Paulo.

O PALMEIRAS segue em posição confortável na liderança, a cada rodada mais perto do título de campeão brasileiro de 2022, mas pela primeira vez abriu 10 pontos de vantagem sobre o vice-líder Internacional (63 a 53), além de mais 4 vitórias (18 a 14). O Palmeiras voltou a ter o ataque mais positivo, com 48, igual ao do Flamengo.

O PALMEIRAS não sentiu a expulsão do meia Zé Rafael, aos 23 do 2º tempo, pelo segundo cartão amarelo, por falta por trás em Eduardo. Atuação correta do árbitro goiano Wilton Sampaio, em jogo de capitães paraguaios, Gatito e Gustavo Gomez, e técnicos portugueses, Luis Castro e Abel Ferreira. R$496.271,00. 15.171 pagantes.

BOTAFOGO – Gatito, Saravia (Rafael), Adryelson, Kanu (Mateus Nascimento) e Hugo; Tchê Tchê (Del Piage), Gabriel Pires (Gustavo Sauer) e Eduardo; Junior Santos (Victor Sá), Tiquinho Soares e Jeffinho. Igual em pontos (37) e vitórias (10) ao Fortaleza, 9º, o Botafogo é 10º por ter menos saldo de gols (2 a 4). 

PALMEIRAS – Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gomez, Luan e Piquerez (Vanderlan); Danilo, Zé Rafael e Gustavo Scarpa (Atuesta); Mayke (Kuscevic), Rony (Rafael Navarro) e Dudu (Gabriel Menino). O campeonato registra 665 gols em 289 jogos, média de 2.30 gols por jogo. A vitória do Palmeiras foi a 74ª de visitante.

Fotos: Superesportes / metrópoles