Escolha uma Página

COM A DERROTA para o Criciúma por 2 x 1, na tarde de hoje (22), em Santa Catarina, o Botafogo pode cair de 3º para 6º, com 20 pontos, se amanhã o Athletico Paranaense, 4º, e o Bahia, 5º, ambos com 18 pontos e jogando em casa, vencerem o Corinthians, 18º com 7, e o Cruzeiro, 7º com 17 pontos.

O BOTAFOGO também pode ser igualado em pontos (20) e em vitórias (6), se o Internacional, 6º com 17 pontos, ganhar o Grenal, que pela primeira vez será disputado em Curitiba, e o visitante Cruzeiro, 7º com 17 pontos, vencer o Bahia, 5º com 18, em Salvador.

O BOTAFOGO não jogou bem, perdeu a invencibilidade de nove jogos e sofreu a segunda derrota como visitante, após 3 x 2 para o Cruzeiro na abertura (14 de abril no Mineirão). O Criciúma venceu o segundo jogo consecutivo e fechou a rodada em 13º, com 12 pontos, 3 vitórias, 3 empates, 3 derrotas e zerado no saldo de gols (16 a 16).

O BOTAFOGO sofreu o gol de cabeça, aos 10 minutos, do seu ex-volante gaúcho Gustavo Barreto, campeão da Série B de 2021, e o 2º gol, aos 30, foi anulado pelo VAR porque o atacante Mateusinho puxou pela camisa o volante Gregore.

O BOTAFOGO voltou do intervalo sem Luiz Henrique, Mateo Ponte e Barboza, entrando Eduardo, Damian e Halter, que empatou de cabeça aos 10, após escanteio de Romero. No minuto seguinte, o lateral Cuiabano foi substituído por Hugo.

O GOL DA VITÓRIA foi de Artur Caíke, atacante cearense de 32 anos, com chute rasteiro de pé esquerdo, após assistência de Claudinho, aos 39, que avançou do próprio campo, depois que o meia paraguaio Romero falhou no domínio da bola.

ALÉM DA DERROTA, o Botafogo também perdeu Gregore, Romero e Barboza, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, para o jogo de 4ª (26) com o Bragantino, no estádio Nilton Santos. O jogo da 13ª rodada com o Vasco será no próximo sábado (29), em São Januário.

O BOTAFOGO da 3ª derrota: John, Mateo Ponte (Damian), Bastos, Barboza (Halter) e Cuiabano (Hugo); Gregore, Tchê Tchê e Romero; Luiz Henrique (Eduardo), Tiquinho (Diego Hernandez) e Junior Santos, que aos 44 do 2º tempo levou a mão à coxa esquerda e terminou o jogo em passadas mais lentas.

CRICIÚMA 2 x 1 BOTAFOGO registrou R$792.310,00. 16.256 pagantes. O árbitro paulista Luis Flavio Oliveira, com auxílio do VAR, anulou o que seria o 3º gol do Criciúma, por impedimento do atacante Alano, aos 47. O assistente Miguel Costa havia marcado com acerto.

NO PRIMEIRO JOGO da noite de hoje (22), o oitavo 0 x 0 da Série A de 2024, segundo do Cuiabá em casa, primeiro do Atlético Goianiense. Os times até criaram, mas falharam nas finalizações desta noite na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Fotos: Facebook Oficial do Criciúma e Caio Marcelo/Ag. Estado