Depois de três boas vitórias consecutivas, o Botafogo voltou a perder sem fazer gol, como na estreia com o São Paulo, e com a derrota (1 x 0) para o Goiás, na tarde deste domingo (19), no estádio Serra Dourada, em Goiânia, perdeu também a chance de entrar no G4. O gol do jogo, disputado com equilíbrio, foi do atacante Kayke, de 31 anos, 1,82m, completando de cabeça o bom cruzamento do meia Yago Felipe, aos 42 do segundo tempo.R$336.265,00. 13.372 pagantes.

QUASE O EMPATE – Uma das virtudes do Botafogo foi a de ter jogado com determinação e muita vontade. Mesmo sofrendo o gol quando faltava pouco tempo para o jogo acabar, quase chegou ao empate aos 45, quando o lateral Jonathan cabeceou forte no canto direito, junto à trave, e o goleiro Tadeu desviou para escanteio. O goleiro Gatito, antes de sofrer o gol de Kayke, também fez boas defesas. O técnico Eduardo Barroca fez bem em entrar em campo para cumprimentar os jogadores.

GOIÁS – Tadeu, Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jeferson; Geovane, Leo Sena (Yago Felipe) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael, Junior Brandão (Kayke) e Leandro Barcia. Técnico – Claudinei Oliveira. Com a terceira vitória – segunda em casa -, o Goiás subiu quatro posições e terminou a quinta rodada em sexto com 9 pontos, com menos uma vitória que o Botafogo, sétimo, também com 9, mas em vantagem por um gol no saldo (6 x 5). O Botafogo não tem saldo (5 x 5).

BOTAFOGO – Gatito, Fernando, Carli, Gabriel e Jonathan; Gustavo, João Paulo (Pimpão), Alex Santana (Luis Fernando) e Cicero; Erik e Diego Souza (Igor Cassio). O técnico Eduardo Barroca não terá no próximo jogo, domingo (26), com o Palmeiras, no estádio Nilton Santos, o zagueiro argentino Joel Carli, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O outro advertido do Botafogo foi Alex Santana. Quarta (22) o Botafogo fará o jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana, em Assunção, com o Sol de América.

Diego Souza será reavaliado nesta segunda (20), depois de ter sido substituído por Igor Cassio, após choque de cabeça com o zagueiro David Duarte, logo aos quatro minutos. Ele tentou voltar ao jogo, depois de ser atendido, mas não conseguiu. O primeiro exame, no hospital em Goiânia, nada revelou de mais grave.

Foto: Lance