Desligado da viagem do Vasco, que jogará amanhã com o Fortaleza, o atacante Maxi Lopez pode acertar com o Botafogo, que seria seu décimo terceiro clube, desde o início da carreira, aos 17 anos, no River Plate, que defendeu de 2001 a 2005, com 16 gols em 70 jogos. O jogador foi atendido pelo próprio presidente do Vasco,com quem fez acerto amigável para se desligar do clube, que deve dois meses de salários.

De 14 de julho de 2018 até pedir para sair, Maxi Lopez foi titular em 32 dos 38 jogos e marcou 11 gols, em 12 vitórias, 14 derrotas e 12 empates. Os dois últimos de pênalti, na derrota (2 x 1, de virada) para o Atlético Mineiro, em São Januário, e no 1 x 1 com o Corinthians, na Arena da Amazônia, em Manaus, pelo Brasileirão 2019. A comissão técnica justificou o corte do atacante do jogo com o Fortaleza “por não estar em boas condições físicas”.

OS 12 CLUBES – Depois do início no River Plate, Maxi Lopez foi campeão espanhol e da Supercopa da Espanha em 2004-2005 e da Champions League em 2005-2006. Emprestado ao modesto Mallorca, foi a decepção de 2006-2007 no time da maior ilha da Espanha, saindo para duas temporadas no FC Moscou, onde também não agradou. Seu primeiro clube no Brasil foi o Grêmio, com salário de 90 mil dólares. Seu maior feito foi o gol da vitória no centésimo Grenal. 

MAXI LOPEZ voltou à Europa e jogou por seis times diferentes na Itália: Catania, Milan, Sampdoria, Chievo, Torino e Udinese, só conseguindo ganhar pelo Milan a Supercopa da Itália em 2010-2011. Na volta ao Brasil, acertou com o Vasco em 14 de julho de 2018, tornando-se o jogador mais produtivo com sete gols e seis assistências, que livraram o time de novo rebaixamento, embora o Vasco só tenha mesmo evitado a queda na última rodada, em Fortaleza, no 0 x 0 com o Ceará.

O ATACANTE chegou a recusar proposta do Corinthians, no início de 2019, acreditando que o Vasco pudesse se fortalecer para uma campanha melhor na volta à Série A. Com a participação assegurada na fase final do Campeonato Carioca, após ganhar a Taça Guanabara, Maxi Lopez se decepcionou com a perda do título para o Flamengo e mais ainda com o início ruim do time,  lanterna após cinco rodadas do Brasileirão. Afastado da viagem ao Ceará para o jogo de amanhã (26) com o Fortaleza, pediu rescisão e fez acerto amigável.

Foto: Thiago Ribeiro/AGIF