Só sete pontos a mais que o primeiro rebaixado. 38 jogos, 21 derrotas, 13 vitórias, oito com o mando de campo. 19 jogos como visitante, 13 derrotas – sete consecutivas e sem fazer gol em 11 -, 43 pontos em 114 disputados. Saldo negativo de 14 gols, sem vaga em competição internacional. O Botafogo precisa retomar o caminho.

CONTRAMÃO – O Botafogo do século 21 está na contramão do Botafogo, que entrou para a história do futebol mundial, como base da seleção brasileira, vencedora das três primeiras Copas. Muito diferente do Botafogo que termina o maior campeonato do país, apenas tentando evitar o rebaixamento, com atuações que envergonham a torcida. 

OS 25 ANOS – O Botafogo vai comemorar em 2020 os 25 anos do último título brasileiro, que ganhou em 1995, quando as decisões ainda eram em jogos de ida e volta. É muito bom que isso possa ser fonte de inspiração para que o clube melhor seu futebol, tão debilitado nos últimos anos e com equipes bem abaixo da lembrança dos grandes nomes.

MUITO TRISTE – O Botafogo do Brasileirão 2019, que se acostumou a perder muito mais do que ganhar e empatar – 13 vitórias, 21 derrotas e o quarto empate, ontem (8), em casa, com o Ceará -, tem obrigação de reagir, para não repetir em 2020 a campanha muito triste deste ano. A torcida, maior patrimônio do clube, apoia e merece uma equipe de nível. De nível e da tradição do Botafogo.

Foto: A Gazeta