O Botafogo deixou de subir cinco posições e se consolidou como rei do empate do Campeonato Brasileiro de 2020, no 0 x 0  da noite de ontem (19) com o Goiás, no estádio Nilton Santos. Dos 12 empates sem gol, em 164 jogos, 10 são do Botafogo, terceiro em casa (0 x 0 também com Santos e Coritiba), onde só ganhou (2 x 1) do Atlético Mineiro e do Palmeiras, e perdeu para o Internacional (2 x 0), Vasco (3 x 2) e Bahia (2 x 1). Dez 0 x 0 deixam bem evidente que o Botafogo precisa de bons atacantes.

PODE CAIR – Essa carência de bons atacantes foi outra vez demonstrada, com o time criando, sem saber finalizar. O Botafogo manteve a pressão no segundo tempo, mas o Goiás marcou bem, e o goleiro Tadeu fez algumas boas defesas. Décimo quarto com 19 pontos em 17 jogos, o Botafogo cairá duas posições, se amanhã (21), em São Januário, Vasco e Corinthians, com 18, empatarem. O Vasco tem mais duas vitórias (5 a 3) e o Corinthians mais uma vitória (4 a 3) que o Botafogo.

ESTREANTE – O Botafogo promoveu a estreia do meia mineiro Eber Bessa, de 28 anos, 1,69m, de volta de seis temporadas em Portugal, onde fez 120 jogos e 6 gols pelo Marítimo, da Ilha da Madeira, entre 2014 e 2018, quando saiu para o Vitória de Setúbal, com 4 gols em 71 jogos. Sua atuação no 0 x 0 com o Goiás nem pode merecer julgamento porque só disputou os nove minutos finais, quando substituiu o volante Forster.

BOTAFOGO – Diego Cavalieri, Kevin, Benevenuto, Kanu e Victor Luis (Mateus Babi); Forster (Eber Bessa), Honda, Caio Alexandre (Cicero) e Bruno Nazario (Guilherme Santos); Rhuan (David Araújo) e Pedro Raul. Técnico -Bruno Lazaroni. A soma das vitórias (3) e das derrotas (4) é inferior à dos empates (10). O Botafogo está entre as 12 das 20 equipes do Brasileiro 2020, com saldo devedor de gols (3), com 17 marcados e 20 sofridos em 17 jogos.

COPA DO BRASIL – O Botafogo voltará ao estádio Nilton Santos na próxima terça (27) para o primeiro jogo do mata-mata das oitavas de final da Copa do Brasil com o Cuiabá, líder do Brasileiro da Série B. O jogo de volta, na Arena Pantanal, em Cuiabá, capital do estado do Mato Grosso, será dia 3 de novembro. O próximo jogo do Botafogo pelo Brasileiro será remarcado porque o São Paulo fará no próximo domingo (25) o jogo de volta das oitavas da Copa do Brasil com o Fortaleza, após 3 x 3 no Castelão.

GOIÁS – Tadeu, Edilson, David Duarte, Fabio Sanches e Caju; Breno, Daniel Bessa (Douglas Baggio), Ariel Cabral e Shaylon (Fernandão); Keko (Ratinho) e Vinícius. Com jogos atrasados com São Paulo e Grêmio, o Goiás completou sete jogos sem vencer, é o último colocado com 11 pontos em 15 jogos- 2 vitórias, 5 empates, 8 derrotas, saldo negativo de nove gols (19 a 28) – e jogará no próximo sábado (24) com o Bragantino, penúltimo com 16 pontos, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

BOTAFOGO 0 x 0 Goiás, na noite de ontem (19), foi o quarto empate em nove jogos do Botafogo no Brasileiro 2020 no estádio Nilton Santos. O Goiás, ainda sem vitória em sete jogos como visitante, empatou pela terceira vez, após quatro derrotas. O Botafogo fez homenagem ao ex-atacante argentino Rodolfo Fischer, ao ex-diretor administrativo Fernando Coutinho e ao ex-benemérito Teophilo Azeredo Santos. O minuto de silêncio foi extensivo aos 154.406 brasileiros mortos até ontem (19) pela Covid-19, dos quais 19.775 no Rio de Janeiro.

ARBITRAGEM – Edina Alves Batista, paranaense de 40 anos, da Federação Paulista e desde 2016 da Fifa, teve boa arbitragem, aplicando com acerto os três cartões amarelos no lateral Kevin e no meia Guilherme Santos, do Botafogo, e no volante Breno, do Goiás. Depois de catorze anos, ela é a primeira a apitar na Série A do Campeonato Brasileiro de 2020, após boa participação em quatro jogos da Copa do Mundo Feminina de 2019, na França, incluída a semifinal Holanda 1 x 0 Suécia. 

Foto: Vitor Silva / Botafogo