A derrota por 2 x 0 para o Atlético, na noite de ontem (4), no Mineirão, levou o Botafogo a terminar o Brasileirão 2019 como o carioca que mais sofreu derrotas: das 21, 13 como visitante, sem fazer gol em 11. Dos 30 gols que marcou em 36 jogos, só 12 fora do Rio. Dos 44 gols sofridos, 28 como visitante. Só perdeu menos que o lanterna Avaí (23).

TRÊS SUSPENSOS – Diego Souza, Cicero e Luis Fernando, suspensos pelo acúmulo de cartões, não disputarão o último jogo, domingo (8) com o Ceará, no estádio Nilton Santos. Mesmo com mais duas vitórias que o Fluminense (13 a 11), o Botafogo foi ultrapassado em pontos (43 a 42) e caiu uma posição, terminando a penúltima rodada em décimo quinto.

SUL-AMERICANA – Com 48 pontos, após a décima terceira vitória, décima como mandante e quinta no returno, o Atlético assegurou vaga na Sul-Americana 2020, sem depender do resultado do último jogo, domingo (8), com o Internacional, na Arena Beira Rio. Apesar disso, torcedores levaram faixas de protesto contra o presidente Sette Câmara.

SEM ATAQUE – O Botafogo não teve força para vencer a defesa do Atlético, que fez 1 x 0 aos 41, com o gol do apoiador Jair, na pequena área, após belo drible do equatoriano Juan Cazares em Lucas Barros. Na volta do intervalo, Luan marcou de cabeça o segundo gol aos 24, após cruzamento de Patric, que substituiu Fabio Santos, suspenso.

ATLÉTICO – Cleiton, Guga, Igor Rabelo, Rever e Patric; Jair (Vinícius, 36 do segundo tempo), José Welison, Juan Cazares e Otero; Marquinhos (Luan, 33 do primeiro tempo) e Franco Di Santo (Geuvânio, 27 do segundo tempo). Técnico – Vagner Mancini. Na despedida da torcida em 2019, foi a melhor apresentação do time no Brasileirão 2019.

BOTAFOGO – Gatito, Marcinho, Marcelo, Joel Carli e Lucas Barros; Cicero (Wenderson, 39 do segundo tempo), João Paulo e Valencia (Luis Henrique, 12 do segundo tempo); Luis Fernando (Vinícius, 27 do segundo tempo), Diego Souza e Rhuan. Técnico – Alberto Valentim. 

TRÊS CARTÕES – Com atuação firme, Leandro Pedro Vuaden, da Federação Gaúcha, não mostrou cartão amarelo para jogadores do Atlético Mineiro. Os únicos advertidos foram Diego Souza, Cicero e Luis Fernando. Para eles, o Brasileirão 2019 terminou antes. R$230.750,00. 38.937 pagantes, no Mineirão.

Foto: O Tempo