O Botafogo subiu três posições com a vitória (2 x 0) sobre o Avaí, na noite de ontem (11), no estádio Nilton Santos, e terminou a rodada 32 em décimo quarto lugar com 36 pontos, 11 vitórias, ultrapassando Ceará (36 pontos, 10 vitórias), Cruzeiro (35) e Fluminense (34), que voltou a entrar no rebaixamento como décimo sétimo colocado.

REPETECO – O Botafogo repetiu os 2 x 0 do turno no Avaí e voltou a vencer após quatro derrotas. Em sete jogos do técnico Alberto Valentim, apenas a segunda vitória, depois de cinco derrotas. O Botafogo saiu com 1 x 0 para o intervalo, gol contra do zagueiro Ricardo, aos 13, ao tentar desviar de cabeça o lançamento longo de Cicero para Igor Cassio.

GOL 106 – Diego Souza só entrou no segundo tempo e fez o segundo gol, aos 43, convertendo pênalti de Luanderson em Lucas Campos, sem que o árbitro atendesse o pedido dos jogadores do Avaí para consultar o VAR. Foi o gol 106 de Diego Souza, igualando-se ao ex-lateral Paulo Baier na era dos pontos corridos, desde 2003.

BOTAFOGO – Gatito, Rickson, Joel Carli, Gabriel e Yuri; Cicero (Jean, 36 do segundo tempo), Alex Santana (Diego Souza, 25 do segundo tempo), JoãoPaulo e Valencia; Rhuan (Lucas Campos, 12 do segundo tempo) e Igor Cassio. O Botafogo é décimo quarto e o próximo jogo é com o Athletico Paranaense, domingo (17), na Arena da Baixada, em Curitiba.

AVAÍ – Vladimir, Betão (Wesley, 34 do segundo tempo), Kunde, Ricardo (Gabriel Lima, intervalo) e Igor Fernandes; Pedro Castro, Luanderson  e João Paulo; Caio Paulista, Jonathan e Vinícius Araújo. Técnico – Evando Camillato.

O QUE FAZ O AVAÍ? – Último com 17 pontos e de volta à Série B em 2020, o Avaí é o que mais perdeu (21), pior ataque (16), defesa mais vazada (51), sofreu a oitava derrota consecutiva. Em 32 jogos, 21 derrotas – 13 como visitante – e 17 jogos sem fazer gol. As três vitórias foram por 1 x 0 no Fluminense, Atlético Mineiro e Athletico Paranaense.

DETALHE – Em dois minutos, dois do Avaí foram advertidos com cartão amarelo por falta em Rhuan no primeiro tempo: Luanderson aos 38 e Caio Paulista aos 40. O primeiro cartão do jogo foi para o zagueiro Gabriel, do Botafogo, por falta em Jonathan, aos 37.

EXPULSÃO – O árbitro Savio Sampaio, da Federação de Brasília, teve atuação segura. Advertiu quatro do Botafogo: Gabriel, Yuri, Lucas Campos e Diego Souza, que tirou a camisa para comemorar o gol. Os advertidos do Avaí, Luanderson, Caio Paulista e João Paulo, que levou o segundo amarelo e foi expulso, aos 48 do segundo tempo, por falta dura em Diego Souza, que lhe aplicou um belo lençol.

A FAIXA DO AMOR – Mais uma vez, e sem surpresa, os torcedores do Botafogo levaram apoio ao time, em momento tão difícil. Mesmo com a cidade em transtorno, por diversos problemas causados pela chuva, R$242.246,00. 17.803 pagantes. E uma faixa com os dizeres ao lado da sempre brilhante estrela solitária: Ninguém ama como a gente!

320 JOGOS, 729 GOLS – Com os 2 x 0 do Botafogo no Avaí, a rodada 32 foi concluída com 20 gols e o Brasileirão 2019 registra 729 gols em 320 jogos, média de 2.27 gols por jogo. Dos 729 gols, 296 foram marcados no primeiro tempo e só 30 jogos terminaram 0 x 0. Os três placares mais registrados: 1 x 0, em 79 jogos; 2 x 1, em 55, e 2 x 0, em 42.

Foto: Correio24horas