COM A TERCEIRA VITÓRIA CONSECUTIVA, pela segunda vez na temporada, o Botafogo chegou ao terceiro lugar, com 38 pontos, a quatro do líder Coritiba, ao impor a quinta derrota (1 x 0) ao Remo, na noite deste primeiro sábado (4) de setembro, no estádio Baenão, em Belém. O gol foi do ponta Warley, aos 20 minutos do segundo tempo, completando de primeira o cruzamento do meia Pedro Castro, após a bola passar pelo atacante Rafael Moura. 

SOB MEDIDA – O sábado foi sob medida para o Botafogo, com o 1 x 1 entre Náutico e Guarani, horas antes no Recife, porque o Botafogo abriu três pontos de vantagem sobre o Náutico, sétimo com 35, e cinco pontos sobre o Guarani, oitavo com 34. A vitória sobre o Remo consolidou o Botafogo no G4, ainda que não mantenha o terceiro lugar, se o Goiás, também com 38 pontos, ao menos empatar com o Cruzeiro, terça (7), no encerramento da rodada.

CONSISTENTE – O Botafogo tornou-se estável, consistente, desde que o técnico Enderson Moreira assumiu em 24 de julho, com a primeira vitória fora de casa por 1 x 0 sobre o Confiança, em Aracaju. Desde então, o time ganhou oito dos dez jogos, sem sofrer gol em sete, empatando um e sofrendo apenas uma derrota, com 10 gols marcados e só 4 gols sofridos. O Botafogo passou a ser mais determinado, com o grupo fechado em torno do principal objetivo: a Série A.

DIEGO LOUREIRO, Daniel Borges, Kanu, Joel Carli (c) e Jonathan Silva (Carlinhos); Barreto, Pedro Castro (Romildo) e Chay (Enio); Marco Antonio (Luis Henrique), Rafael Moura e Warley (Luis Oyama) – o Botafogo, do técnico Enderson Moreira, terceiro colocado com 38 pontos – 11 vitórias, 5 empates, 6 derrotas, saldo de 8 gols (30 a 22), que poderá conseguir, pela primeira  vez no atual campeonato, a quarta vitória consecutiva, ao receber o Londrina, no estádio Nilton Santos, no próximo sábado (11), pela vigésima terceira rodada.

BOM LEMBRAR – Foi na estreia do técnico Enderson Moreira que o Botafogo iniciou a série de três vitórias consecutivas – 1 x 0 no Confiança, em 24 de julho, no estádio Batistão, em Aracaju; 2 x 0 no Vasco, em 31 de julho, no estádio Nilton Santos, e 2 x 0 na Ponte Preta, em 8 de agosto, no estádio Nilton Santos. Agora, sete rodadas depois, o Botafogo pode conseguir a quarta vitória consecutiva, após 3 x 2 no Vila Nova, 1 x 0 no Coritiba e 1 x 0 no Remo.

AUTOR DO GOL – Pernambucano do Recife, Warley foi revelado no Santa Cruz como lateral-direito, mas se tornou tão firme nos avanços e nos cruzamentos, que virou ponta e fez bom Campeonato Brasileiro da Série A de 2019, ao ser emprestado ao CSA. Depois de ganhar no Botafogo o Campeonato Carioca, seu primeiro título como técnico, em 2018, Alberto Valentim indicou Warley, que só chegou em 2020 e marcou 1 gol em 19 jogos, e em 2021 fez dois gols, com a da vitória sobre o Remo. No próximo dia 17, Warley Leandro da Silva completará 22 anos. 

TERCEIRO CARTÃO – Substituto de Rafael Navarro, que cumpriu suspensão pelo acúmulo de cartões, Rafael Moura não será opção no próximo jogo com o Londrina, porque recebeu o terceiro cartão amarelo, aos 43 minutos do primeiro tempo, por falta no lateral Tiago Enes. No segundo tempo, o goleiro Diego Loureiro também recebeu cartão, aos 28 minutos, por demorar a repor a bola em jogo. O técnico Felipe Conceição, do Remo, foi advertido por reclamação. Atuação correta do árbitro Fifa Wilton Sampaio, da Federação Goiana, que marcou 26 faltas (11 do Remo).

O BOM EMPATE – No estádio dos Aflitos, no Recife, o meia Jean Carlos fez o gol do Náutico no fim do primeiro tempo e o atacante Bruno Sávio marcou o gol do Guarani, no início do segundo tempo, no bom empate para o Botafogo. O Náutico jogou todo o segundo tempo com menos um: o meia Iago ofendeu o árbitro catarinense Rafael Traci e foi expulso no ato. O VAR anulou por impedimento um gol do lateral Mateus Ludke, do Guarani.

VASCO AGRADECE – Pela manhã, em seu estádio German Kruger, em Ponta Grossa, o Operário perdeu para o Vitória por 1 x 0, gol do meia Mateus Moraes, de 21 anos, emprestado pelo Santos. Se houvesse vencido, o Operário se aproximaria do G4, mas, com a derrota, ficou em décimo, igual ao Vasco, em pontos (32) e em vitórias (9), mas o Vasco se manteve em nono pelo saldo de gols. Segunda (6) o Vasco abre a rodada 23 com o Avaí, em Florianópolis.

Foto: OTempo