O Botafogo só precisa do empate na próxima quarta (23), em São Januário, para ganhar R$2.600 mil pela vaga e entrar nas oitavas de final da Copa do Brasil, depois da vitória (1 x 0) sobre o Vasco na noite de ontem (17), no estádio Nilton Santos, com o gol de cabeça de Mateus Babi, aos 23 do segundo tempo, após cruzamento sob medida de Bruno Nazario. Foi o terceiro gol de Mateus Babi em dois jogos consecutivos com o Vasco, que fez 3 x 2 no Botafogo, domingo (13), pelo Campeonato Brasileiro.

BEM EQUILIBRADO – Tal qual o jogo anterior, o da noite de ontem (17) foi bem equilibrado, embora com menos recheio de gols e chances criadas. A melhor que o Vasco teve foi aos 17 do primeiro tempo, na finalização do argentino Cano, bem defendida pelo goleiro paraguaio Gatito, que fez bom reaparecimento, recuperado de dores musculares na coxa. Quatro minutos antes do gol de Mateus Babi, a melhor chance do Vasco terminou em chute de Marcos Paulo no travessão do Botafogo. 

BOTAFOGO – Gatito, Benevenuto, Forster e Kanu; Kevin (Fernando), Caio Alexandre (Renteria), Honda, Bruno Nazario (Rhuan) e Victor Luis; Mateus Babi e Kalou, que quase marcou o segundo gol, parando em boa defesa do goleiro Fernando Miguel, aos 44 do segundo tempo. Técnico – Paulo Autuori. Antes da decisão da vaga na Copa do Brasil, quarta (23), o Botafogo volta ao estádio Nilton Santos, e tenta sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, no jogo com o Santos, domingo (20).

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Miranda, Castan e Henrique; Felipe Bastos (Bruno Gomes), Marcos Junior e Benitez (Bruno Cesar); Igor Catatau (Gabriel Pec), Cano (Ribamar) e Talles. Técnico – Ramon Menezes. O Vasco tentará se manter no G4 do Campeonato Brasileiro, com a sexta vitória, no jogo do próximo domingo (20), com o Coritiba, no estádio Couto Pereira. Se vencer o Botafogo por dois gols, na próxima quarta (23), em São Januário, ficará com a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Se vencer por um gol, decide em pênaltis.

TRÊS CARTÕES -Ricardo Marques Ribeiro, de 41 anos, da Federação Mineira e da FIFA, entre 2009 e 2019, árbitro da primeira final da Copa Sul-Americana em 2014, cumpriu mais uma atuação segura, com bom preparo fisico, boa aplicação da lei da vantagem e utilizando com acerto o cartão amarelo, como nos lances em que advertiu Honda e Mateus Babi, e o vascaíno Talles.

JUVENTUDE 2 x 0 – No outro jogo de ontem (17), da Copa do Brasil, o Juventude, de Caxias do Sul, abriu vantagem (2 x 0) sobre o CRB, com os  gols de Igor e Vagner, no estádio Alfredo Jaconi, na Serra gaúcha. Dirigido pelo ex-volante Pintado, de 55 anos, campeão da Libertadores e Mundial de clubes em 92-93 com o São Paulo, o Juventude pode perder por um gol o jogo de volta na próxima terça (22), no estádio Rei Pelé, em Maceió.

PARA GANHAR A VAGA, o CRB terá que vencer por três gols, ou decidir em pênaltis, se ganhar por dois gols. O técnico carioca Marcelo Cabo, de 53 anos, conquistou os três últimos campeonatos alagoanos, em 2018-19 com o CSA e em 2020 com o CRB, e admite que o time pode jogar melhor em Maceió e conseguir pelo menos vencer por dois gols, e levar a decisão aos pênaltis.

Fotos: Vitor Silva/Botafogo, UOL, Yahoo, Terra, Reprodução, Gazeta Esportiva