Com a vantagem do empate, por ser mais bem colocado no ranking da CBF, o Botafogo eliminou o Caxias com o 1 x 1 da noite de ontem (5), no estádio Centenário, em Caxias do Sul, a mais importante cidade da Serra Gaúcha, a 128 km da capital Porto Alegre. O Botafogo jogará na segunda fase da Copa do Brasil com Toledo, do Paraná, ou Náutico, do Recife, que se enfrentarão em jogo único na próxima quarta (12), no estádio 14 de Dezembro, em Toledo, no Oeste do Paraná, a 542 km da capital Curitiba. O Náutico tem a vantagem do empate.

PEDRO RAUL fez o gol da classificação do Botafogo para a segunda fase da Copa do Brasil, completando de cabeça aos 13 minutos a falta que Bruno Nazario bateu da direita e Joel Carli desviou. Pedro Raul, gaúcho de Porto Alegre, 23 anos, 1,93m, está emprestado pelo Vitória de Guimarães, sétimo entre os 18 do Campeonato Português. Ainda no primeiro tempo, Carlos Alberto, paulistano de 31 anos, marcou da entrada da área o gol do Caxias.

BOTAFOGO – Gatito, Fernando, Benevenuto, Joel Carli e Guilherme Santos (Danilo Barcelos, 19 do segundo tempo); Alex Santana, Cicero, Tiaguinho e Bruno Nazario (Navarro, 43 do segundo tempo); Luis Henrique (Kanu, 49 do segundo tempo) e Pedro Raul. Técnico – Alberto Valentim. A vitória foi dedicada ao lateral Guilherme Santos, baiano de Jequié, que completou 32 anos. Ele foi do Fluminense em 2015 e está emprestado ao Botafogo pelo Tombense, de Minas.

SEIS CARTÕES – Pedro Raul foi o único do Botafogo advertido com cartão amarelo, após discussão com o goleiro Marcelo Pitol aos 21 do segundo tempo. O árbitro paulista Lucas Canetto Bellote, de 29 anos, professor de Educação Física, errou em não marcar pênalti do zagueiro Benevenuto, do Botafogo, que desviou com o braço o cruzamento do atacante Gilmar, aos 43, quando já estava 1 x 1.

COTA AUMENTA – O Botafogo vai receber R$1.300 mil pelo próximo jogo, com Toledo ou Náutico, depois de ganhar R$1.100 mil pela estreia da noite de ontem (5). Além disso, o Botafogo ficou com 60% da renda, não informada, assim como o público que esteve no estádio Centenário. O Caxias já garantiu vaga na semifinal do Campeonato Gaúcho, após três vitórias e um empate, e lidera o grupo em que o Grêmio, campeão de 2019, é vice-líder.

OUTRA VAGA – O Juventude manteve Caxias do Sul na Copa do Brasil, ao ficar no 0 x 0 com o Coruripe, ontem (5), em Alagoas, e jogará na segunda fase com o XV de Piracicaba, que eliminou (1 x 0) o Londrina, que jogava pelo empate. Em outro 0 x 0 na noite de ontem (5), o Operário, do Mato Grosso, foi eliminado pelo Santa Cruz, do Recife, na Arena Pantanal, em Cuiabá, capital do estado. 

PRIMEIRA SURPRESA DA COPA DO BRASIL

A  primeira surpresa da fase de grupos da Copa do Brasil 2020 foi a eliminação do Bahia, que perdeu (1 x 0) para o River, do Piauí, na noite de ontem (5), no estádio Alberto Silva, em Teresina. O meia Jean Natal fez o gol de falta aos 43 do segundo tempo. O técnico gaúcho Roger Machado, que classificou o Bahia em décimo primeiro no Brasileirão 2019 e foi o primeiro a ganhar (3 x 0) do Flamengo, em Salvador, mostrou-se decepcionado.

O River, do técnico cearense Marcelo Vilar, de 58 anos, é da Série D do Campeonato Brasileiro. Jean Natal, de 27 anos, autor do gol, é norte-riograndense de Ceará-Mirim, município da região metropolitana, a 28 km da capital Natal. O adversário do River na segunda fase será o América, de Natal, que eliminou o gaúcho São Luiz, de Ijuí, na noite de ontem (5), no estádio 19 de Outubro, a 395 km da capital Porto Alegre.

ABC AVANÇA – Recordista brasileiro de títulos estaduais (51) e dez vezes consecutivas campeão, o ABC, de Natal, eliminou o Aquidauanense na noite de ontem (5), no estádio Noroeste, em Aquidauana, a 139 km de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. O gol foi de Igor Goularte aos 39 do segundo tempo, na vigésima primeira participação do ABC na Copa do Brasil.

FAST ELIMINADO – Na Arena da Amazônia, em Manaus, o Fast Clube foi eliminado pelo Goiás (2 x 0), gols de Bessa e Marcinho no segundo tempo. O próximo adversário do Goiás, do técnico Ney Franco, é o paulista Santo André, que ontem (5) eliminou o catarinense Criciúma (4 x 1). Em sua sétima participação na Copa do Brasil, o Fast voltou a ser eliminado pelo Goiás, como aconteceu no primeiro jogo entre ambos em 2/4/2008, no estádio Vivaldo Lima (3 x 1).

JOGO DE CAMPEÕES – O Santo André, campeão da Copa do Brasil de 2004, ao vencer (2 x 0) o Flamengo, no Maracanã, classificou-se para a segunda fase com a goleada (4 x 1) de ontem (5) sobre o Criciúma, campeão da Copa do Brasil de 1991, após 0 x 0 e 1 x 1 com o Grêmio, pelo gol fora de casa. Quatro técnicos de nome participaram das decisões: Luis Felipe Scolari (Criciúma), Dino Sani (Grêmio), Abel Braga (Flamengo) e Péricles Chamusca (Santo André). Bom lembrar: a primeira Copa do Brasil, em 1989, foi ganha pelo Grêmio (2 x 1 no Sport).

Foto: Jornal Expresso Carioca