O BOTAFOGO VOLTOU A VENCER, saiu do rebaixamento, subiu três posições e terminou a 12ª rodada em 14º lugar, com 15 pontos, após a 4ª vitória. O 1 x 0 no São Paulo, com o primeiro gol do meia Kayque, de 21 anos, emprestado pelo Nova Iguaçu, aos 16 minutos do 2º tempo, aliviou a pressão, na tarde desta 5ª (16), no estádio Nilton Santos. A última vitória havia sido há um mês, na virada de 3 x 1 no Fortaleza.

O BOTAFOGO ATUOU COM TRÊS ZAGUEIROS, soltou mais os laterais e se apresentou um pouco mais criativo na volta do intervalo, após um primeiro tempo em que as equipes quase não finalizaram. O contra-ataque acelerado decidiu o jogo, com o gol de Kayque, de pé direito, após um drible curto no zagueiro Leo. O técnico português Luis Castro voltou a pedir que os torcedores adotem mais calma.

O SÃO PAULO PERDEU NÃO SÓ A INVENCIBILIDADE de 13 jogos, mas também a chance de ser um dos quatro primeiros, ao sofrer a segunda derrota como visitante, por coincidência no Rio. A última derrota havia sido para o Flamengo por 3 x 1, na segunda rodada, em 17 de abril, e desde então, acumulou cinco empates em 1 x 1, até perder para o Botafogo.

O BOTAFOGO FICOU SEM OS ZAGUEIROS Kanu e Victor Cuesta, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, ao serem advertidos pelo árbitro goiano Wilton Pereira Sampaio, que também advertiu Joel Carli, Saravia e Kayque, autor do gol. Bem marcado, o argentino Calleri, artilheiro do campeonato com 9 gols, provocou os marcadores e criou problema para Kanu e Victor Cuesta.

GATITO, Kanu, Joel Carli e Victor Cuesta; Saravia (Daniel Borges), Patrick de Paula (André Anderson), Kayque (Barreto), Lucas Piazon (Chay) e Hugo; Vinicius Lopes e Erison (Mateus Nascimento), o Botafogo, que subiu do 17º para o 14º lugar, com 15 pontos, 4 vitórias, 3 empates, 5 derrotas, saldo negativo de 3 gols (13 a 16). O jogo da 13ª rodada será com o Internacional, domingo (19), em Porto Alegre.

Foto: Lance!