Embora pequena, a vantagem do Botafogo é boa para se classificar com empate no jogo de volta em Curitiba, na próxima quarta (18), ao vencer (1 x 0) o Paraná Clube, na noite de ontem (10), no estádio Nilton Santos, pela terceira fase da Copa do Brasil. Foi o décimo primeiro gol de Luiz Fernando em 114 jogos desde 2018, campeão carioca. Ele tem 23 anos, 1,78m e foi revelado no Atlético Goianiense, campeão brasileiro da Série B em 2016. Luiz Fernando é de Tocantinópolis, no estado do Tocantins, a 570 km da capital Palmas.

SOB VAIAS – Apesar da vitória, o Botafogo saiu vaiado, mesmo com domínio da maior parte do jogo em que perdeu boas chances, uma delas a do chute de Bruno Nazario no travessão, aos 33. O goleiro Gatito fez poucas defesas e a mais difícil foi no segundo tempo, evitando que o Paraná empatasse em chute bem colocado de Bressan. Repetiu-se o que houve na derrota (3 x 0) para o Flamengo: o Botafogo demonstrou cansaço no segundo tempo.

BOTAFOGO – Gatito, Barrandeguy, Kanu, Marcelo e Danilo Barcelos (Guilherme Santos); Caio Alexandre (Luis Otávio), Alex Santana (Gabriel Cortez) e Bruno Nazario; Luis Henrique, Luis Fernando e Pedro Raul. Técnico – Paulo Autuori. O Paraná Clube confirmou que o jogo de volta, em Curitiba, será no estádio Durival Brito e Silva, na Vila Capanema, na próxima quarta (18). 

DOIS CARTÕES – O árbitro Daniel Bins, da Federação Gaúcha, teve boa atuação e só fez duas advertências com cartão amarelo, ao zagueiro Marcelo, do Botafogo, e ao atacante Andrey, que ano passado chegou a ser ameaçado de morte por torcedores do Paraná Clube, por ter vazado na internet uma foto dele com a camisa do Athletico. Botafogo 1 x 0 Paraná Clube registrou R$450.244,00. 20.469 pagantes.

HONDA – A estreia do atacante japonês foi adiada para domingo (15), no estádio Nilton Santos, às 16 horas, pela Taça Rio. Gripado e com febre, Honda foi vetado do jogo com o Paraná, mas no final da noite de ontem (10) já apresentava um quadro mais satisfatório e bem animador.