A cidade de Cadiz, no sul da Espanha, assistiu ontem (15) a mais bela homenagem a um jogador da seleção. Os 25 mil torcedores que lotaram o estádio Ramon de Carranza se levantaram para aplaudir Sergio Ramos, quando recebeu do presidente Luis Rubiales, da Real Federação Espanhola de Futebol, o bracelete de ouro por seu recorde de 169 jogos.

DESDE 2005 – Depois de jogar pelas sub-17, 19 e 21, o zagueiro sevilhano Sergio Ramos estreou na seleção principal em 26 de março de 2005, na vitória (3 x 0) sobre a China. Fez 21 gols nos 169 jogos, que lhe valeram o recorde. Campeão do mundo em 2010, ganhou no Real Madrid 4 Mundiais de clubes, 4 Champions, 4 campeonatos espanhóis, em 621 jogos e marcar 28 gols. Foi eleito cinco vezes melhor do campeonato espanhol e nove vezes melhor da Europa.

GOLEADA – Sergio Ramos, 33 anos, campeão do mundo em 2010, comandou os 7 x 0 de ontem (15) sobre Malta, confirmando a Espanha como primeira do Grupo F para a Eurocopa de 2020. A seleção é dirigida pelo técnico Roberto Moreno, 42 anos, que nunca foi jogador, mas tem certificado de primeiro nível como técnico. Ele foi assistente de Luis Enrique durante três anos no Barcelona e assumiu a seleção quando o técnico saiu.

DIFERENTES – Alvaro Morata, do Atlético de Madrid, 34 anos, fez gol pelo sétimo jogo consecutivo, no clube e na seleção. O segundo gol foi de Santi Cazorla, do Villarreal, 34 anos, após recuperação de cirurgia que quase o tirou de vez dos gramados. No segundo tempo, o zagueiro Pau Torres, do Villarreal, 22 anos, estreou marcando o primeiro gol.

PABLO SARABIA, meia do PSG, 27 anos, marcou o quarto gol. O quinto foi de outro estreante, Daniel Olmo, meia do Dínamo de Zagreb (Ucrânia), 27 anos. O sexto gol também, do estreante Gerard Moreno, atacante do Villarreal, 27 anos, e o sétimo foi o mais bonito: Jesus Navas, do Sevilha, atacante de 33 anos, fechou a goleada com chute de fora da área no ângulo, levando os torcedores ao delírio.

PRIMEIRA VEZ – A maior novidade da Eurocopa 2020 será a primeira participação da Finlândia, que após muitos anos de tentativas conseguiu entrar no grupo seleto de um torneio de repercussão mundial. A Finlândia se classificou em segundo no Grupo J, com 3 x 0 sobre Liechtenstein, ontem (15), em Helsínque. 

JUHA TAMMINEN, o mais famoso repórter-fotográfico finlandês, registrou com precisão os gols de Jasse Tuominen, atacante de 24 anos, 1,81m, do Bate Borisov, da Bielorrussia, e no segundo tempo, os de Teemu Pukki, atacante de 29 anos, 1,80m, do Norwich, da Inglaterra. Juha é também o maior especialista finlandês em rugby.

ITÁLIA 100% – Com os 3 x 0 de ontem (15) sobre a Bósnia Hezergovina, no estádio Bilino Polje, em Zenica, cidade industrial a 70 km ao norte de Sarajevo, a Itália confirmou o primeiro lugar do Grupo J, com a nona vitória em nove jogos. O zagueiro Francesco Acerbi, da Lazio de Roma, 31 anos, 1,95m, marcou o gol do primeiro tempo.

NA VOLTA do intervalo, o atacante Lorenzo Insigne, do Napoli, 28 anos, 1,65m – o mais baixo da seleção – fez 2 x 0. Andrea Belotti, atacante do Torino, 25 anos, 1,81m, marcou o terceiro gol. A Itália é treinada desde maio de 2018 pelo ex-atacante Roberto Mancini, 54 anos, que fez 4 gols em 36 jogos pela seleção, de 84 a 94.

Foto: lagacetadesalamanca.es