ÚNICO CINCO VEZES CAMPEÃO e participante de todas as 22 Copas do Mundo, o Brasil completou, pela segunda vez, cinco Copas sem Copa, ao ser eliminado pela Croácia por 4 x 2 nos pênaltis, após 1 x 1 em 120 minutos, na noite desta 6ª feira (9), com 43.893 pagantes, no estádio Cidade da Educação, em Doha, capital do Catar.

CAMPEÃO PELA 3ª VEZ EM 70, o Brasil ficou de 74 a 90 fora das finais, e após ganhar a 5ª Copa, em 2002, não conseguiu chegar às decisões de 2006 a 2022. Ao ser eliminado pela Croácia, nesta 6ª feira, 9 de dezembro de 2022, o Brasil completou vinte anos sem vencer adversários europeus em jogos eliminatórios da Copa.

TERCEIRO TÉCNICO PELA 2ª COPA CONSECUTIVA, depois de Zagallo, campeão em 70 e 4º em 74, e Telê Santana, 5º em 82 e 86, Tite ficou em 6º na Copa de 2018, e a classificação final na Copa de 2022 dependerá dos jogos restantes. Após a eliminação, Tite confirmou a saída do cargo, como havia decidido um ano antes.

TITE TRABALHOU COM CORREÇÃO, desde que assumiu a seleção em 2016, tanto que mereceu ser o segundo mantido no cargo, tal qual Telê Santana, sem ganhar a Copa. Pelo mérito da Copa de 70, Zagallo continuou em 74, voltou em 94 como coordenador do 4º título e foi vice-campeão em 98, na última Copa como técnico. 

A PRORROGAÇÃO confirmou o jogo equilibrado que já se esperava, mas o Brasil foi um pouco superior e criou mais chances, parando em boas defesas do goleiro Livanovic, dos poucos que jogam na Croácia, mas que em breve deverá ser bem negociado pelo Dinamo de Zagreb com um dos gigantes europeus.

NEYMAR CHEGOU AOS 77 GOLS pela seleção em 123 jogos, ao marcar aos 16 minutos da prorrogação. Um gol bem trabalhado, que começou em sua arrancada de vinte metros, na tabela com Rodrygo, que fez boa devolução, e no drible no goleiro, finalizando no alto. Ficou a impressão de que a vaga estava garantida.

A CROÁCIA REAGIU BEM, com duas substituições no 2º tempo da prorrogação, uma delas a do ponta Mislav Orsic, que um minuto após entrar no lugar do centroavante Marcelo Brozovic, fez cruzamento preciso para Bruno Petkovic empatar de canhota, com finalização de primeira e o desvio no joelho do zagueiro Marquinhos.

OS 100% DE APROVEITAMENTO dos croatas Vlasic, Majer, Modric e Orsic foi apenas a repetição de quatro dias antes, quando eliminaram o Japão por 3 x 1, depois de 1 x 1 nos 90 minutos. Modric, que converteu o 3º pênalti no Brasil, batendo no canto direito, resumiu: “Nosso pensamento é positivo e temos a mentalidade forte”.

LUKA MODRIC, capitão da Croácia, ficou três minutos abraçado com Rodrygo, seu companheiro desde 2019 no Real Madrid, que perdeu o primeiro pênalti. Disse a ele: “Todos podem falhar. Quando você tinha sete anos, perdi um pênalti contra a Turquia em 2008”. Modric, 37 anos (9/9/85). Rodrygo, 21 anos (9/1/2001).

O BRASIL ELIMINADO da Copa de 2022: Alisson, Militão (Alex Sandro, intervalo da prorrogação), Thiago Silva (c), Marquinhos e Danilo; Casemiro, Paquetá (Fred, intervalo da prorrogação) e Neymar; Raphinha (Antony, 10 do 2º tempo), Richarlison (Pedro, 38 do 2º tempo) e Vinicius Jr (Rodrygo, 19 do 2º tempo).

Foto: R7 Esportes, Correio do Povo, Sportbuzz