Escolha uma Página

JÁ CLASSIFICADO para o quadrangular final em que disputará uma das duas vagas para os Jogos de Paris, a seleção brasileira pré-olímpica apenas perdeu a invencibilidade, ao ser derrotada por 3 x 1 pela Venezuela, que precisava vencer para se classificar, na noite de hoje (1), no estádio Brígido Iriarte, em Caracas.

DIFERENTE DO QUE disse, após garantir a classificação antecipada, com a virada sobre o Equador (2 x 1), o técnico Ramon Menezes escalou a maioria dos reservas e a seleção não apresentou a intensidade que havia proposto. Ao contrário, a Venezuela, que só se classificaria com a vitória, já saiu para o intervalo com 2 x 0, gols do meia Segovia, de 20 anos, do Casa Pia, 13º do Campeonato Português.

NA VOLTA DO INTERVALO, o técnico da seleção brasileira tentou melhorar com a entrada de Endrick e Marlon Gomes, mas a Venezuela marcou o 3º gol, contra do lateral Rikelme, e só aos 44 o meia Alexsander conseguiu o gol brasileiro. A Venezuela, única invicta do Grupo A, terminou em 2º com 8 pontos. O Brasil em 1º com 9.

A SELEÇÃO BRASILEIRA, do técnico Ramon Menezes, que perdeu a invencibilidade no torneio pré-Olímpico: Donelli, Bruno Gomes, Luan Patrick, Fasson e Rikelme; Ronald (cap), Marquinhos (Endrick), Maurício (Marlon Gomes) e Giovane; Gabriel Pirani e Gabriel Pec.

O BRASIL iniciará o quadrangular final na próxima 2ª feira (5) com o 2º do Grupo B, que será decidido na noite desta 6ª feira (2). Argentina e Paraguai, com 7 pontos, estão classificados, mas a Argentina lidera pelo saldo de gols (7 a 2). A Argentina jogará com o Uruguai; o Paraguai, que deve ser o adversário do Brasil, com o Chile.

DAS 10 PARTICIPANTES, a Colômbia foi a única seleção que não somou ponto nem fez gol, perdendo os quatro jogos e sofrendo oito gols. O Uruguai foi ao pré-Olímpico com o técnico da seleção principal, o argentino Marcelo Bielsa, mas não conseguiu ao vaga, ao sofrer a virada de 4 x 3 do Paraguai, após fazer 2 x 0 e 3 x 1.

Fotos: Olympics / Lucas Figueiredo/CBF