Escolha uma Página

O futebol brasileiro não tem mais nenhum técnico nos cinco principais campeonatos europeus, com o pedido de demissão de Milton Mendes, que deixou ontem (8) o Marítimo, após oito jogos sem vencer. Último colocado entre os 18 do Campeonato Português, só ganhou 18 pontos em 22 jogos, com 5 vitórias, 3 empates, 14 derrotas e saldo negativo de 13 gols (19 a 32). Formado na base do Vasco, Milton Mendes, de 55 anos, foi lateral de 84 a 87, e técnico demitido em 2017, após cinco derrotas.

11 BRASILEIROS – O Club Sport Marítimo, de 110 anos, é o que mais tem brasileiros na temporada 2020-21: goleiros – Charles e Caio Seco; laterais – Claudio Winck e Marcelo Hermes; zagueiros – Leo Andrade, Lucas Africo e Andreas Karo; meias – Jean, Renê Santos e Jean Cleber, e os atacantes Sassá, emprestado pelo Cruzeiro, e Rodrigo Pinho, artilheiro do time com sete gols. O Marítimo só ganhou o Campeonato Português de 1925-26 e foi duas vezes campeão da Série B, em 76-77 e 81-82.

PRIMEIRO GOL – O zagueiro paulista Lucas Veríssimo, de 25 anos, comprado do Santos por R$42 milhões, marcou, de peito, após cruzamento do lateral espanhol Alejandro Grimaldo, o primeiro gol em cinco jogos com a camisa do Benfica, na vitória (3 x 0) da noite de ontem (8) sobre o Belenenses, no estádio do Jamor, com o gramado e a iluminação em más condições. Os outros dois gols foram do suíço Harris Seferovic, vice-artilheiro com 11, a quatro gols de Pedro Gonçalves, do Sporting, artilheiro com 15.

SEM MUDANÇA – O líder e único invicto é o Sporting com 58 pontos. O Porto, com 48, pode perder a vice-liderança, se hoje (9) o Braga, com 46, vencer em casa o Vitória de Guimarães, sexto com 35. Mesmo com os 3 x 0 no Belenenses, décimo segundo com 22 pontos, o Benfica continua em quarto lugar com 45 pontos. Intranquilo e presionado pela má campanha, o técnico Jorge Jesus tenta que o clube consiga mais uma contratação, a do atacante Diego Costa, sem clube desde que saiu do Atlético de Madrid.

REVOLTA DO LÍDER – O Sporting classificou como surreal a denúncia de fraude apresentada ontem (8) pela Associação Nacional de Treinadores contra a inscrição do técnico Ruben Amorim, com ameaça de suspensão de um ano a seis anos da atividade. O clube destacou em nota: “Só um corporativismo ultrapassado pode acreditar que um processo desse gênero promove e protege a classe dos treinadores portugueses. E só uma disciplina esportiva cega, no pior sentido, poderia acolher tal decisão”.

O SPORTING completa a nota afirmando que “não existe qualquer fundamento jurídico que sustente a ação proposta”. O presidente Frederico Varandas, de 41 anos, considera que os adversários entraram em desespero e estão recorrendo a tudo para impedir que o clube volte a ganhar o campeonato. O Sporting, único invicto, com 18 vitórias e 4 empates, está 10 pontos à frente do Porto, 12 à frente do Braga e a 13 do Benfica, faltando 12 rodadas para o final do campeonato.

Foto: ESPN