Única 100%, ataque mais positivo, defesa menos vazada, a Argentina ganhou o torneio pré-Olímpico, ao vencer (2 x 1) a Colômbia na noite de ontem (6) e receberá as faixas da seleção brasileira, domingo (9), na última rodada. Duas vezes campeã, em 2004 e 2008, a Argentina participará pela nona vez dos Jogos. O Brasil empatou (1 x 1) com o Uruguai e só precisa de outro empate com a Argentina para garantir a vaga.

BRASIL DECEPCIONA – Nem mesmo quando escalou só reservas no jogo com o Paraguai, a seleção brasileira foi tão mal quanto no empate da noite de ontem (6) com o Uruguai. Manuel Ugarte, meia de 18 anos do Fênix, de Montevidéu, fez 1 x 0 aos 35, com chute de fora da área. O Brasil empatou aos 39, em falha gritante do goleiro Ignacio Arruabarrena, de 23 anos, 1,86m, do Wanderers, de Montevidéu, que fez gol contra após cabeçada do meia Pedrinho, do Corinthians. No segundo tempo, Brasil e Uruguai não voltaram a encontrar o caminho do gol.

IVAN, Guga, Nino, Fuchs e Iago; Bruno Guimarães, Mateus Henrique (Igor Gomes, 23 do segundo tempo) e Pedrinho (Pepê, 19 do segundo tempo); Antony, Paulinho (Reinier, 38 do segundo tempo) e Mateus Cunha, sob a orientação de André Jardine, a seleção que voltou a decepcionar na noite de ontem, no estádio Alfonso Lopez, em Bucaramanga, na Colômbia. Na fase de grupos, o Brasil havia ganho (3 x 1) do Uruguai.

EXPULSÃO – O zagueiro Nino, do Fluminense, pelo terceiro cartão amarelo, não jogará domingo (9) com a Argentina, que ficou sem o atacante Agustin Urzi, de 19 anos, do Banfield, expulso por um pontapé no zagueiro Ditta. Urzi e o zagueiro Nehuen Perez, de 19 anos, emprestado ao Famalicão pelo Atlético de Madrid, fizeram os gols argentinos, e Edwuin Cetré, de 20 anos, atacante do Júnior Barranquilla, fez o gol da Colômbia, todos no segundo tempo.

BOM DIZER – Entre as seleções europeias mais credenciadas para os Jogos Olímpicos do Japão, de 24 de julho a 9 de agosto, França, Espanha e Alemanha, que perdeu nos pênaltis a decisão de 2016 no Maracanã, estão garantidas. A França ganhou o ouro em 1984 vencendo (2 x 0) o Brasil na final em Los Angeles, e a Espanha foi a campeã dos Jogos de 1992, em Barcelona, derrotando (3 x 2) a Polônia na decisão. Bom lembrar: depois do polo aquático em 1908, o futebol foi o segundo esporte coletivo a participar dos Jogos Olímpicos.