Escolha uma Página

O Brasil se impôs ao Uruguai com vitória categórica (3 x 1) e assumiu a liderança do Grupo B do torneio pré-olímpico, na noite de ontem (22), no estádio Hernan Villegas, em Pereira, sétima cidade da Colômbia, a 320 km da capital Bogotá. O meia Pedrinho, do Corinthians, fez 1 x 0 aos 15, e o atacante Mateus Cunha, do alemão Leipzig, fez 2 x 0 aos 31, convertendo pênalti que sofreu do goleiro Ignacio Arruabarrena. 

BEM SUPERIOR – Na volta do intervalo, a seleção brasileira chegou aos 3 x 0 aos 33 minutos, com o belíssimo gol do atacante paranaense Pepê, que já se havia destacado no Grêmio no Brasileirão 2019. Ele deu um toque de alta categoria, encobrindo o goleiro uruguaio. A seleção brasileira falhou na marcação no lance do gol do Uruguai, aos 35 do segundo tempo, em cabeçada do zagueiro Santiago Bueno, de 1,91m. A apresentação foi bem superior à da estreia em que o Brasil ganhou (1 x 0) do Peru com gol contra.

NOVE DO BRASIL – Na escalação do técnico André Jardine, gaúcho de 40 anos, a seleção teve nove que jogam no Brasil: Ivan (Ponte Preta), Guga(Atlético Mineiro), Nino (Fluminense), Robson Bambu (Athletico Paranaense) e Caio Henrique (Atlético de Madrid); Bruno Guimarães (Athletico Paranaense), Mateus Henrique (Grêmio) e Pedrinho (Corinthians); Antony (São Paulo) depois Bruno Tabata (Portimonense), Paulinho (Bayer Leverkusen) depois Pepê (Grêmio) e Mateus Cunha (RB Leipzig) depois Reinier, recém vendido pelo Flamengo ao Real Madrid.

ATUAL CAMPEÃO, com o primeiro título em 2016, derrotando a Alemanha, nos pênaltis, no Maracanã, o Brasil deve confirmar a classificação para os Jogos de 2020 – 24 de julho a 9 de agosto, no Japão -, em que estarão garantidas as duas primeiras seleções do torneio em disputada na ColômbiaO terceiro jogo da seleção brasileira no pré-Olímpico será na próxima terça (28) com a frágil seleção da Bolívia, que ainda não pontuou.