Escolha uma Página

O Atlético de Madrid anunciou na tarde de hoje (8) que o lateral-esquerdo Renan Lodi, de 22 anos, ex-Athletico Paranaense, é um dos dez infectados pela pandemia do coronavírus, mas se recupera bem, em casa, com os sintomas reduzidos. Os médicos dizem que Lodi não tem febre, dor muscular ou tosse, por sua taxa elevada de IGM, mas continuará em casa.

O PROBLEMA – Todos os dez infectados do elenco do Atlético de Madrid, inclusive Lodi, teriam desenvolvido os IGMs – anticorpos eficientes por suas muitas qualidades para combater a infecção – que são superiores aos IGGs, que são os que o corpo humano produz inicialmente. Lodi passou por duas análises: com vareta na boca e narinas, e exame de sangue.

ADIAMENTO – O controle médico da Real Federação Espanhola de Futebol tem sido rígido em todos os clubes. Além de máscaras, os jogadores passaram também a usar luvas. A volta aos treinos gradativos pode acontecer a partir de amanhã (9) em quase todos, mas o adiamento do reinício de La Liga, como é tratado o campeonato, terá novo adiamento.

O MAIS CARO – Paulista de Serrana, Renan Lodi, de 22 anos (8/4/1998), é o lateral brasileiro mais caro da Europa. Comprado em 2019 pelo Atlético de Madrid por 20 milhões de euros – R$90 milhões -, superou os 7 milhões de euros que o Porto pagou em 2011 ao Manchester City. Danilo está na Juventus desde 2019 e só fez um gol em 19 jogos.

RENAN LODI – Depois de 69 jogos e 5 gols pelo Athletico Paranaense, de 2016 a 2019, Renan Lodi já fez 33 jogos pelo Atlético de Madrid e marcou um gol, o do 1 x 1 com o Granada pelo campeonato espanhol, em 23/11/2019. Na seleção brasileira, em quatro jogos, nenhum gol. Bom dizer: 740 jogadores, mais técnicos e assistentes, farão novos testes na próxima semana.

Foto: RCIA Araraquara