Escolha uma Página

SEM CLUBE, DESDE QUE DEIXOU O FLAMENGO na noite de 25 de novembro de 2022, após ganhar a Copa do Brasil e a Libertadores, o paulista Dorival Junior, de 60 anos, aparece em 8º lugar, entre os 10 melhores técnicos do mundo de 2022. O português Abel Ferreira, de 44 anos, campeão brasileiro no Palmeiras, é o 9º.

A LISTA DOS 10 MELHORES foi anunciada na noite de ontem (9) pela Federação Internacional de História e Estatistica do Futebol, fundada em 27 de março de 1984, em Bonn, Alemanha. Reconhecida pela Fifa, a entidade é responsável por administrar e divulgar todos os recordes e estatisticas do futebol mundial.

TÉCNICO DESDE 1995, o italiano Carlo Ancelotti, de 63 anos, é o 1º da lista. Campeão no Milan, Roma, Chelsea, Bayern, PSG e no Real Madrid, que está dirigindo pela segunda vez, desde 2021. No conceito dele, “o futebol é bem simples e como tal deve ser jogado, com o essencial equilíbrio de defesa e ataque”.

JOSEP GUARDIOLA, espanhol de 51 anos, situa-se entre os mais vitoriosos, com 31 títulos, sendo 14 no Barcelona, 6 no Bayern Munique e 11 no Manchester City, sendo 4 da Premier League, desde 2016. Os jogadores são unânimes em afirmar: “É um técnico, direto, prático, objetivo, mostrando o que quer com poucas palavras”.

FAZER DE MARROCOS a primeira seleção da África a ser semifinalista da Copa do Mundo de 2022, levou o ex-lateral Walid Regragui, marroquino de 47 anos, ao 3º lugar de melhor técnico do mundo. Dirigindo o Wydad Casablanca, da maior cidade do país, foi campeão do Marrocos e campeão africano de clubes de 2022.

O 4º LUGAR FICOU com o alemão Jurgen Klopp, de 55 anos, técnico desde 2001, bicampeão no Borussia Dortmund, de onde saiu para comandar o Liverpool em 2015. Com sete títulos, incluídos os da Liga dos Campeões e do Mundial de clubes, Klopp já teve o contrato três vezes estendido com o clube inglês.

UM DOS MAIS BEM-SUCEDIDOS do mundo, o português José Mourinho, que no próximo dia 29 completará 60 anos, é o 5º. Ganhou 6 títulos no Porto, 8 no Chelsea, 4 no Real Madrid e no Manchester United, e foi o primeiro a ganhar a tríplice coroa na Inter de Milão. Voltou à Itália e ganhou a Liga Conferência de 2021 na Roma.

O SEXTO LUGAR, CONCEDIDO ao ex-zagueiro austríaco Oliver Glasner, de 48 anos, técnico do Eintrach Frankfurt, 4º do atual Campeonato Alemão, não deixa de causar certa estranheza. No entanto, é possível que lhe tenha sido atribuído pela Liga Europa, que a equipe da quarta maior cidade alemã conseguiu ganhar em 2021-22.

O ESPANHOL UNAI EMERY, ex-meia de 51 anos, ganhou o 7º lugar entre os melhores técnicos, pela boa sequência de resultados e conquistas desde 2013 no Sevilha, três vezes campeão da Liga Europa, que também ganhou no Villarreal. Foi campeão sete vezes no PSG e está dirigindo o Aston Villa, 11º da atual Premier League.

DORIVAL SILVESTRE JUNIOR, paulista de 60 anos, é técnico desde 2002 e mereceu o 8º lugar de melhor do mundo de 2022. Antes de ganhar a Copa do Brasil e a Libertadores, salvando o 2022 do Flamengo, foi sete vezes campeão estadual. Sentiu-se traído e deixou o Flamengo na noite de 25 de novembro de 2022.

ABEL FERREIRA, de 44 anos, é o mais vitorioso dos portugueses dos últimos tempos no Brasil, comandando o Palmeiras. Campeão paulista, da Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana, foi o único a ganhar duas vezes a Libertadores. Mereceu o 9º lugar entre os melhores técnicos do mundo em 2022.

A LIGA ARGENTINA DE 2022 do Boca foi o primeiro título do técnico Hugo Ibarra, de 48 anos, ex-lateral, ganhador de quatro Libertadores, um Mundial de clubes e mais sete títulos com a camisa do Boca. Entre os melhores, Hugo Ibarra ficou em 10º e figura entre os técnicos argentinos mais promissores.

Fotos: Bola Vip, Gazeta Esportiva e Divulgação