A convocação para os dois primeiros jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, com Bolívia e Peru, a serem remarcados após o adiamento de março, devido ao novo coronavírus, foi o melhor prêmio que Felipe, zagueiro do Atlético de Madrid, poderia ter ganho. Em 31 jogos, pelo Campeonato Espanhol e sete pela Liga dos Campeões, ele superou as atuações do uruguaio Diego Godin, titular com desempenho firme durante nove anos.

VALORIZADO – Campeão português de 2017-2018 no FC Porto, Felipe ficou bom tempo observado pelo Atlético de Madrid, que o comprou por 20 milhões de euros em maio de 2019. Não à toa, o argentino Diego Pablo Simeone é o técnico mais bem pago do mundo. Enxerga longe e viu o brasileiro ter desempenho muito firme em 21 jogos do Espanhol e sete da Champions, em 2.792 minutos, com dois gols, marcação segura e só  nove cartões amarelos.

CONHECIDO – Paulista de Mogi das Cruzes, onde também nasceu Neymar, Felipe Augusto de Almeida Monteiro tem 30 anos, 1,91m, destro e foi convocado pela segunda vez por Tite, que o escalou no amistoso de setembro de 2018 com El Salvador. Ele já havia feito parte do elenco do técnico no Mundial de clubes de 2012 que o Corinthians ganhou. Mas o primeiro a convocá-lo foi Dunga, no amistoso (2 x 2) com o Paraguai, em 2016, em Assunção.

OBSERVADOR – Felipe aproveitou bem a contusão do uruguaio José Gimenez, de 25 anos, 1,85m, destro, com 179 jogos no time desde 2013, para se firmar ao lado do montenegrino Stefan Savic, de 29 anos, 1,88m, destro, com 151 jogos desde 2015. Ele observa: Somos três destros, mas que se adaptam à esquerda. Temos estaturas quase iguais e a mesma impulsão, além de sabermos o momento certo da antecipação para matar a jogada”.

ELOGIOS – Felipe é só elogios ao uruguaio Diego Godin, de 34 anos, 1,87m, ambidestro, titular em 388 jogos e com 27 gols, de 2010 a 2019: “Acima de tudo, profissional exemplar, correto, decente. O Godin deixou a marca dele no Atlético e será sempre lembrado pela técnica e pela garra. Diego Roberto Godin Leal fez 135 jogos e oito gols pela seleção uruguaia, desde 2005, e disputou as Copas de 2014 e 2018. Agora brilha na Inter de Milão.

Foto: Torcedores