A primeira terça-feira (3) de novembro ganhou amplo destaque de todos os meios de comunicação da Europa, que abriram espaço para o brilho dos brasileiros em jogos da fase de grupos da Liga dos Campeões, em que se sobressaíram com gols que valeram pontos importantes, como os da primeira vitória do Real Madrid. O pique de Vinícius Junior, desmontando a defesa da Inter de Milão e dando o passe para Rodrygo marcar o terceiro dos 3 x 2, foi lance visto e revisto em todas as resenhas.

GOL 100 – O Real Madrid precisava ganhar, depois de perder e empatar, mas mesmo em seu estádio Di Stefano, nos arredores de Madrid, teve dificuldade para vencer a Inter de Milão, mesmo depois de abrir 2 x 0 em oito minutos, com o gol de Benzema, aos 25, e o gol 100 do zagueiro Sergio Ramos, capitão do time, aos 33, com a força de um chute, ao concluir de cabeça o escanteio do alemão Toni Kroos. Foi o terceiro gol em nove jogos em 2020 e o décimo quarto que marcou na Liga dos Campeões.

REAÇÃO – A Inter diminuiu a vantagem do Real Madrid, ainda no primeiro tempo, com o gol do argentino Lautaro Martinez, que logo na volta do intervalo, em bela jogada, deixou o croata Ivan Perisic na cara do gol para o empate. Mas o técnico Zidane foi feliz nas substituições – saiu o belga Eden Hazard, entrou Vinicius Junior, e Rodrygo entrou no lugar do espanhol Asensio. Em contra-ataque fulminante, Vinicius Junior cruzou e Rodrygo bateu forte, de primeira, dando a primeira vitória ao Real Madrid.

GRUPO B é liderado pelo Borussia Monchengladbach, que em seu moderno e belo Borussia-Park, na fronteira da Alemanha com a Holanda, não teve dificuldade alguma para chegar aos seis pontos, nos 6 x 0 no Shahktar Donetsk, da Ucrânia. O Borussia, dirigido pelo alemão Marco Rose, ex-lateral de 44 anos, e o Real Madrid, comandado pelo francês Zinèdine Zidane, ex-meia de 48 anos, único técnico com três títulos consecutivos da Champions, são os mais cotados à classificação.

GABRIEL JESUS – O paulistano de 23 anos reapareceu em grande estilo nos 3 x 0 do Manchester City, que impôs a oitava derrota consecutiva ao grego Olympiacos, do técnico português Pedro Martins, e confirmou os 100% de líder do Grupo C, no Etihad Stadium. Gabriel Jesus não jogava desde setembro, ao contrair grave lesão muscular na coxa, e o técnico Guardiola só o escalou aos 23 do segundo tempo no lugar do argelino Riyad Mahrez. Aos 36, ele fez 2 x 0, quase sem ângulo, seu gol 71 em 155 jogos.

JOÃO CANCELO, lateral-direito português, trocado pelo mineiro Danilo com a Juventus, substituiu o inglês Walker, sete minutos depois de entrar, fez o terceiro gol do City, aos 47. O atacante espanhol Ferran, de 20 anos, outra aposta de Guardiola, foi quem abriu o placar, marcando seu terceiro gol em três jogos. No time grego, boa presença do goleiro português José Sá, de 27 anos, mas atuação apenas discreta do lateral-direito Rafinha, que preferiu a Grécia quando o Flamengo propôs redução de salário.

DIOGO JOTA – Nos 100% do Liverpool, líder do Grupo D, a terceira vitória teve o brilho do atacante português Diogo Jota, de 23 anos, 1,78m, décimo da história do clube a marcar três gols em um jogo, os dois do primeiro tempo e o último dos 5 x 0 no Atalanta, com show de bola no estádio Gewiss, em Bergamo, bela cidade da Lombardia. O egípcio Salah fez o terceiro e deu o passe para o senegalês Mané fazer o quarto gol.

12 ANOS DEPOIS – Não só pela goleada e pela exibição de gala do atual campeão do mundo de clubes, mas pela importância do resultado, o técnico alemão Jurgen Klopp fez questão de dizer aos jogadores do Liverpool voltou a vencer, depois de 12 anos, um adversário de ponta das cinco maiores Ligas da Europa. Bom dizer também: antes da Atalanta, só a Inter de Milão e a Roma sofreram cinco gols em um jogo em casa. 

RECORDE DO BAYERN – Octacmpeão alemão e atual campeão da Liga dos Campeões, o Bayern Munique ampliou seu recorde de invencibilidade, com 13 vitórias consecutivas na Champions, ao golear (6 x 2) o Salzburg, da Áustria, na noite de ontem (3), na bela Salzburg, a cidade dos Alpes Orientais, na fronteira com a Alemanha. A vitória foi de virada porque o time austríaco saiu em vantagem para o intervalo (2 x 1). Lewandowski fez 2 e Boateng, Sané, Lucas Hernandez e Kristensen (contra) completaram os 6 x 2. No outro jogo do Grupo A, que o Bayern lidera 100% com 9 pontos, Lokomotiv Moscou 1 – 1 Atlético de Madrid, na RDZ  Arena. José Gimenez fez o gol do Atlético, e Anton Miranchuk, de pênalti, empatou ainda no primeiro tempo.

BRILHO DO PORTO – No estádio do Dragão, com apresentação segura, o FC Porto, campeão português, venceu com autoridade (3 x 0) o Olympique de Marselha, e consolidou o segundo lugar com Grupo C, com 6 pontos, liderado pelo Manchester City, com 9Marega abriu o placar logo aos 4 minutos, e Sergio Oliveira ampliou aos 28, em cobrança de pênalti. Na volta do intervalo, o colombiano Luis Diaz marcou o terceiro gol e os portistas preferiram se poupar para o jogo de domingo (8) com o Portimonense.

BRASIL NA PAUTA – O mercado brasileiro entrou na pauta de Sergio Conceição, de 45 anos, técnico bicampeão no Porto e ex-atacante, com 57 gols em 407 jogos, em Portugal, Grécia e Itália, campeão na Lazio de Roma e depois no Parma e na Inter. Pela seleção portuguesa, 12 gols em 56 jogos. Sergio Conceição disse depois dos 3 x 0 que “ficaria muito feliz se recebesse convite para treinar uma grande equipe brasileira”. E perguntou: “Que técnico não gostaria de estar no melhor futebol do mundo?”.

Foto: UOL