Foto: The Stadium Business

Quando a bola rolar nesta terça (30), no gramado de 110 x 68 do estádio do Tottenham, em Londres, com a lotação máxima de 62.062 torcedores, dois brasileiros, nascidos na capital de São Paulo, estarão em campo no último grande jogo de abril: o meia Lucas Moura, destro de 26 anos, e o atacante David Neres, canhoto de 22 anos. Só um deles terá o privilégio de participar da grande final, sábado, 1 de junho, no estádio Wanda Metropolitano – 67.829 lugares -, em Madrid, com Barcelona ou Liverpool, que farão a outra semifinal amanhã, feriado de 1 de maio.

CREDENCIAIS – O Tottenham entra nas semifinais credenciado por ter eliminado o Manchester City, virtual bicampeão inglês. Clube de 136 anos, fundado em 5 de setembro de 1882, o Tottenham Hotspur FC, do bairro de Tottenham, norte de Londres, só ganhou dois campeonatos ingleses e foi oito vezes vencedor da Copa da Inglaterra. Faz quase 60 anos que teve sua melhor participação na Liga dos Campeões da Europa, em 1962, quando foi eliminado pelo Benfica nas semifinais.

O TÉCNICO – O Tottenham é dirigido por Maurício Pochettino, técnico argentino de 47 anos, desde 27 de maio de 2014. Jogou 10 anos como zagueiro do Espanyol, de Barcelona, ganhou duas Copas do Rei, e depois na França se sobressaiu no PSG e no Bordeaux. É técnico desde 2009, ano em que parou de jogar e assumiu o Espanyol. Na opinião de Pochettino, “o Barcelona é o  favorito por ser o único que tem MessiSem ele, as chances seriam iguais, com 25% para cada um dos quatro times”.

Lucas Moura / Uol Esportes

O BRASILEIRO – Lucas Moura, 26 anos, está na Europa desde 2013, após 128 jogos e 33 gols pelo São Paulo, que o negociou com o PSG. Depois de 46 gols em 229 jogos pelo time francês, foi comprado pelo Tottenham, em 2018, por 43 milhões de euros (109 milhões de reais). Lucas Moura foi o primeiro a fazer três gols em um jogo – hat-trick, no idioma inglês – no novíssimo estádio do Tottenham, no sábado, 13 de abril de 2019, nos 4 x 0 sobre o Huddersfield, em jogo da Premier League.

O ESTÁDIO – Tottenham Hotspur Stadium é o maior estádio particular de Londres e o segundo maior de clubes de futebol da Inglaterra. Foi construído ao lado do antigo White Hart Lane, demolido em 2017. No espaço, o projeto incluiu a construção de 579 casas, hotel com 180 quartos, Centro de Saúde, museu com toda a história do clube, supermercado, um colégio técnico e uma loja de souvenirs. O Tottenham também terá renda com o aluguel do estádio para shows e jogos da Liga Americana de Futebol.

A inauguração do Tottenham Hotspur Stadium foi atrasada em seis meses para controle rigoroso da instalação do sistema de segurança. Deveria ter sido aberto em outubro de 2018, mas só foi inaugurado em 3 de abril de 2019, com uma linda festa pirotécnica e a vitória do Tottenham – 2 x 0 sobre o Crystal Palace -, com os gols do sul-coreano Son e do dinamarquês Eriksen.

Foto: Goleiro Gomes / Blog do Rafael Reis / UOL

O NOTÁVEL – O único brasileiro no quadro de jogadores notáveis do Tottenham é o goleiro Gomes, hoje aos 38 anos, que fez 135 jogos entre 2008 e 2014, depois de ser campeão mineiro, brasileiro e da Copa do Brasil em 2003 pelo Cruzeiro, que defendeu em 108 jogos de 2001 a 2004. Heurelho Gomes é mineiro de João Pinheiro, município do noroeste do estado, a 380 km da capital Belo Horizonte. Desde 2014, está no Watford FC – 24 km ao noroeste de Londres -, décimo entre os 20 do atual Campeonato Inglês.

BRASILEIRO QUE INSPIRA O CAMPEÃO HOLANDÊS

Foto: David Neres / Futebol Holandês

Quase um quarto de século depois, David Neres é o atacante brasileiro que inspira o Ajax na campanha para recuperar o título de campeão europeu que ganhou pela última vez na temporada 94-95. O paulistano Neres, de raciocínio rápido e com muita criatividade, foi um dos destaques até o time chegar às semifinais, quando pouquíssimos esperavam que pudesse eliminar os gigantes Real Madrid, atual tricampeão, e a Juventus, de Cristiano Ronaldo, o maior artilheiro da história do torneio.

DAVID NERES, de 22 anos, 1,75m, canhoto, destacou-se na base do São Paulo e estreou no time principal, em 17 de outubro de 2016, na virada (2 x 1) sobre o Fluminense, no estádio Giulite Coutinho, do América, em Mesquita, na Baixada fluminense. Três meses depois, foi negociado com o Ajax, que pagou 12 milhões de euros, o equivalente a quase 50 milhões de reais. Pelo que mostrou no último amistoso da seleção, em Praga, na goleada sobre a República Tcheca, deve estar na lista dos convocados para a Copa América.

O AJAX, de Amsterdam, capital do Reino Unido dos Países Baixos, como a Holanda é tratada, e um clube de 119 anos, fundado em 18 de março de 1900. Destaca-se no futebol por ser o recordista de títulos (33) holandeses e pela escola de futebol que criou, dando preferência também nas contratações aos jogadores jovens, casos do brasileiro David Neres, de 22 anos, e do outro sul-americano da equipe, o lateral-esquerdo argentino Nicolás Tagliafico, comprado aos 25 anos.

BICAMPEÃO da Liga dos Campeões da Europa, em 71-72 (invicto) e 72-73, voltou a ser campeão invicto no terceiro título, em 94-95, perdendo a decisão da temporada seguinte – 95-96 – para a Juventus (4 x 2 nos pênaltis, após 1 x 1). O time atual é comandado pelo ex-jogador holandês Erik ten Hag, de 49 anos, que assumiu em dezembro de 2017, depois de dirigir o Bayern de Munique de 2013 a 2015. O jogo de volta das semifinais será dia 8 de maio na Arena Johann Cruyff, em Amsterdam.

Antonio Miguel Mateu Lahoz / Mundo Deportes

ÁRBITRO ESPANHOL – Tottenham x Ajax, hoje (30), em Londres, será apitado por Antonio Miguel Mateu Lahoz, da Real Federação Espanhola de Futebol. Árbitro de 42 anos, nascido em Valencia, terceira maior cidade da Espanha, na costa leste do país, banhada pelo Mar Mediterrâneo, Mateu Lahoz, professor de Educação Fisica, é da Fifa desde 2011, e entre os jogos importantes que apitou, o da abertura dos Jogos Olímpicos 2016, Brasil 0 x 0 África do Sul, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.