Com o gol de cabeça aos 35 do primeiro tempo, Bruno Henrique manteve o Flamengo na liderança isolada com 52 pontos em 23 rodadas, na primeira vitória por 1 x 0 do time líder do Brasileirão 2019, na tarde deste domingo (6), na Arena Condá, em Chapecó. Foi a décima terceira derrota – sétima em casa – da lanterna Chapecoense, o que mais perdeu.

QUARTO NO VAR – O gol de Bruno Henrique foi o quarto revisto no árbitro de video em dois jogos consecutivos, depois que o Flamengo teve três gols não confirmados no 1 x 1 com o Grêmio pela semifinal da Libertadores. Desta vez, no entanto, o VAR confirmou a posição legal, devido à posição do zagueiro Douglas, que dava condição, no cruzamento de Vitinho. 

SÓ UM GOL – Com a média superior a dois gols por jogo no Brasileirão – 48 em 20 jogos, média de 2.4 por jogo -, foi a primeira das 16 vitórias em que o Flamengo conseguiu só por um gol. Houve outras boas chances, como as que Bruno Henrique e Pablo Marí, de cabeça, tiveram, mas pararam na trave, após a bola passar pelo goleiro.

RITMO IGUAL – Mesmo com os desfalques, do artilheiro Gabriel o mais sentido, o Flamengo manteve o ritmo dos outros jogos, pressionando e impedindo que a Chapecoense saísse do próprio campo. O time lider teve atuação segura e poderia ter saído com resultado mais amplo. A Chapecoense não ameaçou, em seu quarto jogo sem fazer gol como mandante.

18 GOLS FORA – O Flamengo chegou aos 18 gols como visitante, quase a metade dos 40 que marcou com o ataque mais positivo do Brasileirão 2019. Invicto como mandante, em que só não ganhou nem fez gol no jogo com o São Paulo, o Flamengo só perdeu três como visitante: 2 x 1 para o Internacional e o Atlético Mineiro, e 3 x 0 para o Bahia.

FLAMENGO – Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Renê; Arão, Gerson, Reinier (Berrío, 14 do segundo tempo) e depois Lucas Silva (48 do segundo tempo) e Everton Ribeiro; Vitinho (Piris da Mota, 31 do segundo tempo) e Bruno Henrique. Foi a décima terceira vitória em 21 jogos do técnico Jorge Jesus, que perdeu dois e empatou seis jogos.MARACANÃ – O Flamengo volta ao Maracanã para o jogo com o Atlético Mineiro, pela rodada 24, na próxima quinta (10), em horário diferente: 8 da noite. A seguir, o Flamengo fará dois jogos como visitante, com o Atlético Paranaense e o Fortaleza, voltando ao Rio para dois jogos seguidos com o Fluminense e o CSA.

CHAPECOENSE – Tiepo, Bryan, Douglas, Rafael Pereira e Roberto; Marcio Araújo, Elicarlos, Gustavo Campanaro (Vini Locatelli, 18 do segundo tempo) e Regis (Arthur Gomes, 33 do segundo tempo); Everaldo e Renato Kayzer (Camilo, intervalo). Técnico – Marquinhos Santos. Com 15 pontos em 23 rodadas, a Chapecoense acumula 14 derrotas, após 6 empates e apenas 3 vitórias; sofreu o dobro dos gols que marcou (18 a 36). O próximo jogo é quarta (9) com o Fortaleza, no Castelão.

SÓ UM CARTÃO – O árbitro Vinícius Dias Araújo, da Federação Paulista e do quadro nacional da CBF, teve atuação correta, incluída a consulta ao VAR, antes de confirmar o gol. Foi um lance difícil e ele precisou se certificar com a ajuda da tecnologia.O único cartão amarelo que aplicou foi para Elicarlos, da Chapecoense, aos 12 do segundo tempo, por falta em Vitinho. R$921.310,00. 12.152 pagantes na Arena Condá, com a maioria de torcedores do Flamengo, como acontece na maioria dos jogos.

Foto: Alexandre Vidal