Escolha uma Página

COM O GOL do zagueiro Manoel, desviando de cabeça o chute de fora da área do lateral Marcelo, aos 34 minutos do 2º tempo, o Fluminense venceu o Colo-Colo por 1 x 0, na noite desta 5ª feira (9), no Estádio Monumental de Santiago do Chile, e se consolidou na liderança invicta do Grupo A da Libertadores, com 9 pontos.

FOI A 1ª VITÓRIA como visitante, sobre o mesmo adversário, único que havia vencido nos três primeiros jogos por 2 x 1 no Maracanã, e a segunda sobre o técnico argentino Jorge Almiron, que dirigia o Boca na final da Libertadores de 2023, quando o Fluminense ganhou o título sul-americano pela primeira vez.

SEM GRANDE ATUAÇÃO, o Fluminense teve o mérito de saber se defender, suportando a pressão do Colo-Colo na maior parte do jogo. Mais uma vez, ficou provado que “posse de bola” é uma das grandes mentiras que criaram no futebol. O Colo-Colo fez 12 finalizações ruins e o Fluminense venceu com três chutes no gol.

FABIO, Marquinhos, Felipe Melo (Antonio Carlos), Manoel e Marcelo; Martinelli, Lima e Ganso (Guga); Douglas Costa (Alexsander), Cano e Arias, o time líder invicto do Grupo A, com 8 pontos, 2 vitórias, 2 empates, saldo de 2 gols (4 a 2), e que fará os últimos jogos no Maracanã, com o Cerro Porteño e o Alianza Lima.

A SEGUNDA VAGA do Grupo A parece mais para o Cerro Porteño, 2º com 5 pontos, que na última rodada jogará em Assunção com o Colo-Colo, 3º com 4 pontos. O Alianza Lima, último com 2 pontos e único sem vitória, ficou sem chance. No Grupo A, só o Fluminense tem saldo de gol.

NO OUTRO JOGO da noite desta 5ª feira (9), o meia argentino Luciano Ursino fez o gol do 1 x 0 do The Strongest sobre o Estudiantes de La Plata, na altitude de 3.640 metros de La Paz. O time boliviano lidera o Grupo C, com 7 pontos, seguido do chileno Huachipato, um dos oito invictos e provável classificado em 2º lugar.

Fotos: CNN Brasil e UOL Esporte