O FLUMINENSE VENCEU O SPORT POR 1 x 0, GOL DE CABEÇA DO ZAGUEIRO DAVID BRAZ, aos 50 minutos do segundo tempo, pouco depois de ser chamado de time sem vergonha, por menos de quatro mil torcedores, na noite de ontem (6), no Maracanã. Faltando oito rodadas, o Fluminense segue cumprindo tabela, com chance de só conseguir vaga na Copa Sul-Americana, a Série B da Libertadores, de bom tamanho para o futebol sem brilho que vem jogando. 

FOI A 11ª VITÓRIA, 7ª EM 15 JOGOS EM CASA, 4ª POR 1 x 0, DE UM TIME QUE SÓ CONSEGUIU, em 30 jogos, marcar 3 gols em um único jogo, no 3 x 1 do Fla-Flu. O Fluminense não tem quem crie nem finalize, salvo em lances isolados, como no gol do zagueiro David Braz, 1º que marcou em 12 jogos, ao completar de cabeça o cruzamento do lateral Marlon. Luis Henrique acertou a trave, Fred teve gol anulado por impedimento de Samuel Xavier, e nada além disso.

MARCOS FELIPE, Samuel Xavier, Nino, David Braz e Marlon; André, Martinelli (Yago) e Jhon Arias (Cazares, único a entrar no intervalo e a melhorar um pouco a qualidade das assistências); Luis Henrique (Lucca), Fred (Caio Paulista, difícil dizer qual dos dois foi o mais apagado) e John Kennedy (Abel Hernandez). O meia Lucca recuperou-se rápido do choque de cabeça com o volante Zé Welison, que precisou sair de ambulância, aos 38 do segundo tempo. 

OITAVO COM 42 PONTOS – 11 VITÓRIAS, 9 EMPATES, 10 DERROTAS, SALDO NEGATIVO DE 2 GOLS (29 a 31), o Fluminense só pode ser igualado em pontos pelo Cuiabá (39), se vencer hoje (7) fora de casa o Ceará, mas ficará com menos vitórias, primeiro item de desempate. Ceará e Cuiabá fazem o jogo dos que mais empataram (15). No jogo do turno, no Recife, o Fluminense venceu o Sport por 2 x 1, de virada, ainda sob a direção do gaúcho Roger Machado.

O FLUMINENSE É O SEXTO CLUBE BRASILEIRO DO ZAGUEIRO PAULISTA DAVID BRAZ, de 34 anos, 1,87m, campeão estadual no Palmeiras, Flamengo, Santos, Vitória e Grêmio. O autor do primeiro gol com a camisa tricolor também jogou no Panathinaikos (Grécia) e Sivasspor (Turquia). O técnico Marcão projeta o próximo jogo, terça (9), na Arena Grêmio, sem público, como “autêntica guerra”. O desespero do Grêmio aumentou após a derrota para o Internacional.

5 CHUTES NO GOL – Fluminense e Sport fizeram 29 finalizações. Das 21 do Fluminense, 3 na direção do gol; das 8 do Sport, 2. Em 24 faltas, só 2 cartões amarelos bem aplicados pelo bom árbitro goiano Jefferson Moraes, no meia Luciano Juba, do Sport, e no lateral Marlon, ambos por carrinho. O gramado do Maracanã continua entre os piores do Brasil. R$113.799,50. Pagantes: 3.667. O Fluminense dos bons tempos atraía mais torcedores.

Foto: Buda Mendes