Escolha uma Página

DE REPENTE, não mais que de repente, o Atlético demitiu hoje (20), a 10 dias do primeiro jogo da decisão do Campeonato Mineiro com o Cruzeiro, o técnico gaúcho Luiz Felipe Scolari, de 75 anos, último a ganhar a Copa do Mundo com a seleção brasileira, em 2002, com 7 vitórias em 7 jogos e o artilheiro Ronaldo Fenômeno (8).

O ATLÉTICO se curvou à pressão dos torcedores, não satisfeitos com as atuações do time, embora tenha anunciado que a decisão foi em comum acordo com o técnico. Scolari dirigiu a equipe em 41 jogos, com 19 vitórias, 10 empates, 12 derrotas, 56 gols marcados e 34 sofridos, aproveitamento de 54,4%.

SCOLARI deixa o time nas finais do Mineiro, depois de conseguir a vaga direta na Libertadores de 2024, com o terceiro lugar no Brasileiro de 2023. O assistente Lucas Gonçalves, gaúcho de 40 anos, no clube desde 2016, é da comissão técnica permanente e vai dirigir o time dia 30, no primeiro jogo das finais com o Cruzeiro.

O PREFERIDO do Atlético é o argentino Gabriel Milito, ex-zagueiro de 43 anos, sem clube desde agosto de 2023, após 57 vitórias, 43 derrotas e 35 empatesm em 135 jogos no Argentinos Juniors, eliminado das Copas Argentina e Libertadores (pelo campeão Fluminense).

NA CARREIRA, encerrada por problemas no joelho, Gabriel Milito viveu a melhor fase em 2009-10/2010-11, bicampeão espanhol; do Mundial de Clubes e da Liga dos Campeões pelo Barcelona. Ele é irmão de Diego Milito, ex-atacante de 44 anos, que brilhou na Inter de Milão de 2009 a 2014, campeão da Série A, Champions, Mundial de clubes e Copa e Supercopa da Itália.

Foto: Trivela