COM APENAS UMA VITÓRIA em seis jogos, a França, campeã do mundo de 2018, perdeu neste último domingo de setembro (25) para a Dinamarca por 2 x 0, mas escapou do rebaixamento à Série B da Liga das Nações porque a Áustria também foi derrotada por 3 x 1 pela Croácia, que garantiu uma das quatro vagas às semifinais.

FOI A 2ª DERROTA DA FRANÇA para a Dinamarca, ambas no Grupo D da Copa do Mundo com Tunísia e Austrália, o que deixa o técnico Didier Deschamps ainda mais preocupado. A dois meses da Copa, a França tenta a recuperação de jogadores importantes, tipo o goleiro Hugo Lloris e o artilheiro Karim Benzema.

A DINAMARCA estará pela 6ª vez na Copa e sua melhor participação foi em 1986, no México, onde ganhou o apelido de Dinamáquina pelo início arrasador nas oitavas de final, liderada pelos atacantes Elkjaer e Laudrup. Na Copa de 2018, foi eliminada nas oitavas de final, nos pênaltis, pela Espanha.

A FRANÇA PERDEU em seis minutos para a Dinamarca, com os gols do meia Kasper Dolberg, de 24 anos, do Sevilha, aos 33, e do ponta Skov Olsen, de 22 anos, do Brugge, da Bélgica. 35 mil torcedores no Telia Parken, da capital Oslo, e o árbitro romeno Istvan Kovacks não aplicou cartão amarelo, em jogo de poucas faltas.

VICE-CAMPEÃ NAS SEMIFINAIS

COM ATUAÇÃO DESTACADA do meia Luka Modric, do Real Madrid, que abriu o placar logo aos 6 minutos, a Croácia, vice-campeã do mundo, ganhou por 3 x 1 da Áustria, diante de 38 mil torcedores, no estádio Ernst Happel, em Viena, palco de quatro finais da Champions e de uma final da Eurocopa de seleções.

O MEIA-ATACANTE Baumgartner, de 23 anos, fez o gol da Áustria aos 9 do 1º tempo, mas a Croácia liquidou o jogo em três minutos na volta do intervalo, com dois gols de cabeça. O meia Marko Livaja, do Hajduk Split, fez 2 x 1 aos 24, e o zagueiro Dejan Lovren, de 33 anos, do Zenit Moscou, marcou o 3º aos 27. Boa atuação do árbitro português Artur Soares Dias.

BEM COTADA NA COPA DE 2022, a Croácia estreará com Marrocos e depois jogará com o Canadá e a Bélgica. País independente desde a separação da Iugoslávia, em 1991, a Croácia disputou a 1ª Copa em 1998 na França, e surpreendeu, com o 3º lugar, e com o artilheiro, Davor Suker, com seis gols.

Foto: Divulgação/ UEFA