Depois de bater o recorde de campeão da Premier League com cinco rodadas de antecedência, o Liverpool perdeu a chance de superar a marca de 100 pontos do Manchester City, em 2017-2018, ao levar a virada (2 x 1) do Arsenal, com os três gols no primeiro tempo do bom jogo de ontem (15), no Emirates Stadium, em Londres. Sadio Mané, atacante senegalês de 28 anos, fez o gol do Liverpool aos 19 minutos, em contra-ataque de altíssima velocidade.

DUAS FALHAS – A derrota do campeão Liverpool foi provocada por duas falhas grosseiras. A primeira do zagueiro Virgil van Dijk, holandês de 29 anos, 1,93m, o mais caro do mundo, ao atrasar mal a bola para o goleiro gaúcho Alisson. O atacante Alexandre Lacazette, francês de 29 anos, interpôs-se e driblou Alisson, ficando livre para empatar aos 32. No gol da virada, aos 44, Alisson saiu jogando errado e Lacazette deu assistência para o atacante Reiss Nelson, inglês de 20 anos, só completar com o gol vazio.

SEM CHANCE – O Liverpool, do técnico alemão Jurgen Klopp, sofreu apenas a terceira derrota em 36 rodadas, mas ficou sem chance, faltando só duas rodadas, de igualar-se ao Manchester City, que fez 100 pontos, recorde na história do campeonato, em 2017-2018. Com 30 vitórias e 93 pontos, o Liverpool só alcançará 99 pontos, se vencer os dois últimos jogos, em casa com o Chelsea e fora com o Newcastle. Foi a décima terceira vitória do Arsenal, nono com 53 pontos, mas sem chance de vaga nem mesmo na Liga Europa.

GABRIEL JESUS – O atacante paulista do bairro do Limão fez gol pelo terceiro jogo consecutivo, marcando o da vitória (2 x 1) de ontem (15) do vice-campeão Manchester City sobre o Bournemouth, no Etihad Stadium. Por sinal, o mais bonito dos 13 em 36 rodadas, em altíssima velocidade, driblando dois marcadores e encobrindo o goleiro polonês Artur Boruc, de 40 anos, 1,93m. Gabriel Jesus participou de 20 dos 93 gols do City – melhor ataque da Premier League -, com 13 gols e 7 assistências.

Bom dizer: foi a décima vitória do City em 10 jogos com o Bournemouth, 100% de aproveitamento que representam o maior domínio de um time sobre outro em toda a história do Campeonato Inglês.

APÓS 10 ANOS – O gol de empate, em linda cobrança de falta, no ângulo, foi do meia David Silva, espanhol de 34 anos, que completou ontem (15) seu jogo 432 e seu gol 76 com a camisa do Manchester City. Após 10 anos, ele está de saída do clube, provavelmente para o Inter Miami, dirigido pelo ex-craque inglês David Bekcham. David Silva iniciou em 2004 e até 2010 fez 29 gols em 161 jogos pelo Valencia, onde seu pai, Fernando Jimenez, chefiava a segurança. Sua mãe, Eva Silva, é filha de japoneses. 

Fotos: Lance, Mais futebol – IOL, This is Anfield, Premier League.