O Palmeiras manteve-se como único brasileiro com 100% de aproveitamento em quatro jogos e foi o primeiro a vencer o Independiente del Valle, no Equador, depois de 15 vitórias e 8 empates como mandante. O campeão da Libertadores de 2020 também igualou, com o 1 x 0 da noite de ontem (11), no estádio Casa Blanca, em Quito, a sequência invicta do River, de 12 jogos como visitante – 9 vitórias, 3 empates -, que o time argentino, quatro vezes campeão, conseguiu em 2018-2019. 

OUTRO 100% – Com atuação segura do início ao fim, o Palmeiras foi bem superior ao Independiente del Valle e poderia ter conseguido vitória mais ampla, mas o goleiro Wellington Ramirez, de 20 anos, 1,90m, fez defesas notáveis, depois do carrinho violento, ao cometer o pênalti em Luiz Adriano, aos 40 do primeiro tempo. Com chute forte no meio do gol, Raphael Veiga manteve 100% de aproveitamento em 11 cobranças e marcou seu trigésimo gol na carreira, quinto em dez jogos em 2021.

WEVERTON, Gustavo Gomez, Luan e Renan; Marcos Rocha, Felipe Melo (Gustavo Scarpa), Patrick de Paula (Danilo), Raphael Veiga (Mayke) e Victor Luis; Rony e Luiz Adriano (Danilo Barbosa) – o Palmeiras, do técnico português Abel Ferreira, primeiro a se classificar para as oitavas de final com 100% de aproveitamento, com 12 pontos, 4 vitórias e saldo de 8 gols (11 a 3). Os dois últimos jogos da fase de grupos serão em São Paulo com o Defensa y Justicia, da Argentina, e o Universitário, do Peru.

INTER LEVA VIRADA – No estádio Pueblo Nuevo, em San Cristóbal, a 805 km da capital Caracas, o Internacional, com 6 pontos, levou a virada (2 x 1) do Deportivo Tachira, líder do campeonato da Venezuela, e pode perder a liderança do Grupo B, se o Always Ready, da Bolívia, com 6 pontos, vencer amanhã (13), em La Paz, o lanterna Olímpia, do Paraguai. Tiago Galhardo, de pênalti, fez o gol do Inter aos 7 do segundo tempo. O lateral Nelson Hernandez empatou aos 32, e o meia Maurice Cova, aos 41, converteu o pênalti do goleiro Marcelo Lomba no atacante Duglar Angarita.

MARCELO LOMBA, Saravia (Rodinei), Zé Gabriel, Victor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado (Rodrigo Lindoso), Nonato (Praxedes) e Marcos Guilherme (Maurício); Yuri Alberto, Tiago Galhardo e Taison (Edenilson) – o Internacional, do técnico espanhol Miguel Angel Ramirez, de 36 anos, que ainda não conseguiu fazer o time render o que o torcedor colorado espera. O Inter jogará com o Olímpia, no Paraguai, e na última rodada, com o Always Ready na Arena Beira Rio, onde deverá decidir o primeiro lugar do Grupo B.

Foto: Twitter